Semana On

Quinta-Feira 13.dez.2018

Ano VII - Nº 331

Super Banner na capa e em toda a revista

Cultura e Entretenimento

Em Bonito, sociedade civil organizada cria Fórum Municipal da Cultura

Objetivo é estruturar o setor para garantir recursos

Postado em 09 de Março de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O resgate da cultura local, através de um diagnóstico atualizado da situação cultural do município, com finalidade de promover o setor. Esse é objetivo principal do Fórum Municipal da Cultura de Bonito, criado na última semana e oficializado com a posse da diretoria no último dia 8. O grupo é formado por artistas e comerciantes do setor, que já possuem um conhecimento prévio da situação e vão auxiliar no processo de criação do Conselho de Políticas Culturais (CMPC) e na implantação do Sistema Municipal de Cultura, para que o município esteja estruturado para receber os repasses destinados a Cultura.

A secretária municipal de Educação e Cultura, Roseli Gambim explica que com a criação da Lei Estadual do Sistema de Cultura, os municípios ganharam mais força para articular também um sistema local. “Para essa verba ser repassada aos municípios, deve existir um fundo e esse fundo só é criado, essa verba, esse 1%, ou o que for determinado, ele só chega a este encontro caso o município esteja organizado, com a lei que institui o sistema Municipal de Cultura, com um Conselho Municipal de Cultura, juntamente com o Fórum Municipal de Cultura. Então todos esses segmentos organizados fazem com que seja de forma legal”.

Ainda segundo Roseli, Bonito possui muitas ações no papel, com várias questões já articuladas, mas quando se trata da parte financeira, orçamentária, ainda ‘esta na estaca zero’. “Nós não temos em mãos. Então nós estamos fazendo todo esse trabalho burocrático. Já estamos com a lei no nosso jurídico, para fazer uma análise, um estudo, para ser encaminhada para a Câmara Municipal para que ela seja aprovada e consequentemente, também já estamos assim, com o papel pronto para estruturar o nosso Conselho Municipal de Cultura e darmos continuidade aos demais segmentos e ações”, finalizou.

O Fórum é presidido pela contadora de histórias Fernanda Reverdito, que destacou a necessidade de um sistema organizado. “O fórum é a sociedade civil organizada que resolveu se juntar, porque para as coisas acontecerem é necessário um Sistema Municipal de Cultura, e esse sistema só funciona se a sociedade estiver participando. Um dos objetivos é ajudar o município nesse Sistema, para que ela saiba um diagnostico de cada músico, de cada artista plástico, de cada artesão, artes de forma geral, para que no momento que a gente tenha uma apresentação, sempre tenhamos artistas locais e não favorecendo só um, mas várias categorias”.

A primeira reunião contou com a presença dos representantes do Fórum Estadual de Cultura, Fernanda Teixeira e Ricardo Maia, que é superintendente de Cultura do PROSIMC (Projeto de Apoio à Estruturação dos Sistemas Municipais de Cultura de Campo Grande). Na ocasião Ricardo destacou a importância da Implantação do Plano Municipal de Cultura e da inserção do município no Sistema Nacional de Cultura (SNC), que fortalecerão as políticas de desenvolvimento sociocultural e a capacidade de angariar incentivos para que as atividades do setor jamais cessem. ‘Mas, para isso é preciso um trabalho continuo’.

O diretor-presidente da Fertel e ativista cultural de Bonito, jornalista Bosco Martins, que embora incentivador não esteve presente, elogiou a constituição da diretoria do Fórum, as homenageadas pelo Dia da Mulher e a iniciativa da sociedade civil organizada de Bonito na busca por assegurar uma efetiva participação cultural do município juntos as conferencias nacionais, estaduais e municipais. “Isso é uma das prerrogativas emitidas pelo Ministério da Cultura para aprovação de propostas e projetos na área que beneficiam município e estado. É sem dúvida uma vitória da cultura e da sociedade organizada para Bonito e para o estado de Mato Grosso do Sul’, finalizou Martins, que se diz bonitense por paixão e por adoção.

Ainda entre as metas apresentadas pelo setor estão a mobilização dos artistas locais através de ações que visem o benefício da comunidade, a criação de um cadastro dos artistas e escritores do município e a divulgação da cultura local.

Homenageadas

A  organização do evento aproveitou o Dia Internacional da Mulher para homenagear personagens marcantes na história Bonitense. Entre as homenageadas estão Ester Coelho Rabera, que dedicou 60 anos de sua vida a educação no município; Maria Jurema Ferreira, primeira mulher vereadora de Bonito e do então Mato Grosso e fundadora da Biblioteca Municipal de Bonito; Ilza Gomes Soares, atual 1ª dama e secretária de Assistência Social, que também já foi professora e contadora em Bonito; Sueli Silveira, diretora da Associação Pestalozzi de Bonito; Maria Huanita Ferreira, comerciante; Maria Ivonete Valente, guia; Maria Xadid, médica; Andreá Fontora Braga, proprietária do Taboa; Albertina Jefersa, artesã e presidente da Associação Bonito Feito a Mão; Ramona Vieira de Souza, neta do fundador do municipio; Deolinda Garces, professora e dona de farmácia mais antiga da cidade; Maria Margarida Ramos, proprietária da pousada mais antiga da cidade e vendedora de bombons; Liliane Lacerda e Margarete Maneto.

Composição Fórum Municipal de Cultura de Bonito:

Presidente Titular – Fernanda Reverdito

Presidente Suplente – Dayanna Haddad Abath

Vice-presidente Titular – Thayanni Ribeiro Moraes Vargas

Vice-presidente Suplente – Rossana Luckner

Diretora de Comunicação Titular – Morgana Pereira Gonçalves da Silva

Diretor de Comunicação Suplente – Aleksander Vieira Batista

Secretária Titular – Anelise Fausino Godoy

Secretário Suplente – Kelvin Jacques Vargas

Fiscal Titular – Márcia Castro Cordeiro

Fiscal Suplente – Sérgio Ferreira Gonzales.


Voltar


Comente sobre essa publicação...