Semana On

Sexta-Feira 14.ago.2020

Ano IX - Nº 405

Mato Grosso do Sul

Estamos crescendo na qualidade da carne, afirma Reinaldo Azambuja

Governador inaugurou Centro de Bovinocultura de Corte

Postado em 09 de Março de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Ao se reunir com produtores rurais e lideranças do agronegócio para inaugurar o Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que Mato Grosso do Sul é destaque nos mercados consumidores de carne. “Somos o quarto rebanho do País, mas somos o segundo em volume de oferta tanto para o mercado interno quanto para o externo porque nossa carne tem qualidade. Estamos crescendo”, destacou. Reinaldo Azambuja inaugurou, na noite desta quarta-feira (7.3), o centro educacional profissional que formará técnicos para o trabalho com criação e cuidados de bovinos. 

Com vocação para pecuária, MS tem se tornado referência em produção de carne. Por isso, a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) decidiram construir aqui o segundo Centro de Excelência do País – o primeiro, de Fruticultura, foi construído na Bahia. “O Centro-Oeste do Brasil tem 34% do rebanho nacional, da mais alta qualidade. E um Centro de Excelência aqui em Mato Grosso do Sul fará com que nossa agropecuária seja mais competitiva e uma das mais modernas do mundo”, explicou o presidente da CNA, João Martins da Silva Júnior.

Para o governador, o Centro e Excelência de Bovinocultura de Corte em MS dará mais oportunidades de qualificação de mão de obra e de desenvolvimento da agropecuária, atividade que contribui para a sustentação das economias do Estado e do País. “Foi divulgado o PIB recentemente: o Brasil teve crescimento positivo de 1%, com a contribuição de 13% da agropecuária. Ou seja, 75% do crescimento do País advém da agropecuária”, lembrou. “Então, o Centro de Excelência, que é um laboratório de formação e qualificação de pessoas, vai dar cada vez mais produtividade, competitividade e desenvolvimento das cadeias produtivas que são essenciais para o crescimento do nosso Estado e do nosso País”, defendeu.

Também participaram da cerimônia de inauguração da unidade educacional os secretários de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, e de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; o presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Maurício Saito; o presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen; o chefe geral interino da Embrapa Gado de Corte, Ronney Mamede; e demais autoridades municipais, estaduais e nacionais ligadas à agropecuária.

Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte

O Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte foi instalado na sede da Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande, por meio de parceria entre a CNA, Famasul e Embrapa. A unidade tem como objetivo oferecer educação profissional, na modalidade presencial e a distância, para formação de técnicos. Com aproximadamente 3,2 mil metros quadrados, o espaço foi dotado de sete blocos e uma configuração modular moderna, com laboratórios didáticos e de informática, área de convivência e outros departamentos.

Com infraestrutura moderna, a unidade de educação profissional e tecnológica vai disseminar conhecimento, inovação e incentivar a pesquisa para o desenvolvimento da cadeia produtiva de bovinocultura de corte, que hoje tem processos com elevado nível de sofisticação e requer profissionais cada vez mais capacitados. Pessoas de todos os estados que queiram investir numa carreira no setor vão poder estudar, gratuitamente, no Centro de Excelência em Campo Grande.

A unidade de educação vai oferecer curso Técnico em Agropecuária com a especialização técnica em Bovinocultura de Corte, com carga horária total de 1.760 horas. O especialista técnico em Bovinocultura de Corte será capaz de atuar em propriedades rurais, empresas de consultoria, agroindústrias, instituições de assistência técnica, extensão rural e pesquisa, comercialização de equipamentos e produtos agrícolas, cooperativas, associações rurais, entre outros.


Voltar


Comente sobre essa publicação...