Semana On

Sábado 22.set.2018

Ano VI - Nº 321

Governo

Comportamento

Aprenda a driblar as interrupções em sua rotina de trabalho

O segredo, segundo os cientistas, é ter sempre em mente quais serão suas próximas ações e anotar o desenvolvimento de cada uma delas

Postado em 21 de Fevereiro de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Obrigações e tarefas da rotina de trabalho são sempre cansativas e ficam ainda mais difíceis de serem realizadas diante tantas distrações que interrompem nossa produtividade ao longo do dia, como notificações das redes sociais e novos emails chegando na caixa de entrada, por exemplo.

Esse pequeno problema, particular da nossa sociedade contemporânea, foi assunto de estudo realizado na Universidade de Washington nos Estados Unidos. Durante a pesquisa, os cientistas criaram uma fórmula capaz de driblar as interrupções do dia a dia e manter a produtividade.

O segredo, segundo os cientistas, é ter sempre em mente quais serão suas próximas ações e anotar o desenvolvimento de cada uma delas. Por exemplo, enquanto você ajeita a alavanca de sua cadeira para ficar confortável, já tenha em mente que sua tarefa seguinte será enviar aquele e-mail importante.

Esse “plano de volta ao trabalho”, afirmam os cientistas, garantirá que você transite entre as diferentes tarefas do dia a dia de maneira eficaz, sem ser necessário passar pelo momento em que o cérebro tem que associar o que vem em seguida. A fórmula também ajuda a avaliar quais funções são mais importantes a serem cumpridas.

“Temos que ser proativos na gestão de como transpormos em relação às tarefas do nosso dia a dia, garantindo que nossa atenção esteja mais focada e menos distraída com o amontoado de tudo o que deve ser feito”, disseram os pesquisadores.

Aperfeiçoando o foco

Para avaliar o impacto das interrupções na produtividade de funcionários em seu ambiente de trabalho, os cientistas avaliaram cerca de 202 profissionais em situações em que eles tiveram que alternar entre diferentes tarefas a serem executadas.

Por meio de um jogo de associação de palavras, os funcionários continuaram pensando na tarefa anterior mesmo após serem incumbidos que realizar outra função.

Em outro experimento, alguns profissionais foram encaminhados a realizar outro trabalho e abandonar a análise de currículos que estavam fazendo. Depois, puderam voltar a checar os documentos. Nesse caso, aqueles que criaram um “plano de volta ao trabalho” se lembraram de mais detalhes dos currículos que haviam lido anteriormente.

“Isso garante uma melhora na performance de trabalho, tanto em questões de captação de informações como na habilidade de tomada de decisões”, averiguaram os autores do estudo.

Montando seu plano

Caso você queira adaptar esse método para sua rotina de trabalho, os pesquisadores dizem que é ideal adicionar em seu “plano de volta ao trabalho” informações como em que momento você parou a tarefa, quais são os próximos passos a serem realizados e ações que você precisa tomar.

De acordo com os cientistas, essa é uma forma de lidar com o “resíduo de atenção”, situação na qual se realiza uma tarefa A pensando na tarefa B. “Não temos a capacidade cognitiva de processar e realizar com perfeição duas funções ao mesmo tempo”, explicam os estudiosos. Até mesmo rascunhar esses detalhes pode te ajudar na retomada da tarefa em questão. Não precisa ser nada muito complexo ou elaborado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...