Semana On

Sábado 22.set.2018

Ano VI - Nº 321

Super Banner na capa e em toda a revista

Auau Miau

A amizade entre humanos e cachorros começou há 14 mil anos

Arqueólogo afirma que cachorro que viveu na época foi cuidado por seus donos antes de morrer

Postado em 15 de Fevereiro de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Há 14 mil anos, humanos e cachorros já tinham uma relação de amor e cuidado. Um estudo publicado no periódico Journal of Archaeological Science mostra que uma família do período Paleolítico fez o possível para ajudar um cachorro a sobreviver. Tanto que os restos do animal foram enterrados junto com todos eles.

A descoberta é do veterinário Luc Janssens, que está se candidatando ao Ph.D. da Universidade de Leiden, na Holanda. No anúncio da pesquisa, ele conta que o túmulo onde estavam enterrados um homem, uma mulher e dois cachorros, foi encontrado em 1914, sendo uma das evidências mais antigas da domesticação desses animais.

Sem os cuidados certos, um cachorro nessas condições pode morrer em menos de três semanas", afirmou Janssens no anúncio da pesquisa. Mas o cachorro encontrado conseguiu sobreviver mais tempo do que isso. "O que significa que alguém o manteve aquecido, limpo e alimentado, mesmo que não tivesse nenhum uso prático como animal por estar doente."

Para o pesquisador, a descoberta, assim como o fato de os cachorros serem enterrados com os humanos que provavelmente eram seus donos, mostra que essa amizade verdadeira dura há pelo menos 14 mil anos.


Voltar


Comente sobre essa publicação...