Semana On

Sábado 20.out.2018

Ano VII - Nº 325

Super Banner na capa e em toda a revista

Viver bem

Comer muito sal pode te fazer engordar

Estudo com cosmonautas russos mostra que o excesso de sódio nas refeições te faz querer comer mais

Postado em 02 de Janeiro de 2018   - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Petiscos salgados oferecidos como cortesia em bares fazem parte de uma estratégia mundial para te fazer beber mais. No Brasil apostamos no Amendoim, nos EUA são os pretzels, na Colômbia são fartas porções de pipoca.

Seja onde for, o plano é o mesmo: te entuchar de sal, que vai te deixar com mais sede, te levando a beber mais e, assim, torrar toda sua grana.

É verdade que tomar aquela cervejinha acompanhada com um petisco é uma das melhores coisas que tem, mas a estratégia dos donos de bares pode não ser tão certeira assim. Pelo menos não da forma que se esperava, de acordo com um estudo feito com cosmonautas russos.

Não. Eles não sentaram em um bar para fazer o teste. Mas, sim, ficaram presos em uma cápsula de treinamento que simula o ambiente de uma nave para longas missões espaciais. Confinados, acabam virando cobaias para diversos experimentos.

Para observar as consequências, os pesquisadores começaram a variar a quantidade de sal incluída nas refeições dos cosmonautas. Em porções padronizadas, com a mesma quantidade de calorias, começaram a fornecer alimentação que variava entre baixos níveis de sódio, doses medianas, e com muito sódio.

Descobriram que mesmo nas dietas com excesso de sal, as pessoas não tiveram mais sede. Pelo contrário, comer muito sódio por um longo período as fizeram beber cada vez menos água. Mas, por outro lado, quanto mais salgada a comida, mais fome os cosmonautas afirmaram ter após a refeição. Em outras palavras, quanto mais sal, mais vontade de comer.

De acordo com os pesquisadores, outro resultado interessante do estudo explica porque isso acontece. Apesar de beberem menos água, os cosmonautas passaram a urinar mais quando consomem muito sal. Acontece que, assim como os camelos, os seres humanos desenvolveram a capacidade de produzir água quebrando as moléculas de gordura e tecido muscular no organismo.

Quando comemos muito sal, o corpo tenta se livrar desse excesso. Assim, é estimulada a produção de um hormônio chamado glicocorticoide, que dispara o processo de transformar gordura e músculos na água, utilizada para levar o sal para fora do corpo na urina.

Se é assim, temos que comer muito sal para transformar toda gordura em água e , assim, emagrecer? Não é bem assim. Além do fato de que a alta presença desse hormônio estar ligada ao risco de desenvolver osteoporose e diabetes tipo 2, ele faz com que o corpo se livre dos seus músculos também. Com implicações não só estéticas, mas para a saúde também.

E tem mais, com todo o esforço metabólico para eliminar o sal, o corpo acaba gastando muita energia, o que te deixa com mais e mais fome. Com muita fome, a probabilidade é que você coma sem parar aquele delicioso amendoim salgado. No fim das contas, você acaba bêbado, com fome e muito mais gordo.


Voltar


Comente sobre essa publicação...