Semana On

Sexta-Feira 24.nov.2017

Ano V - Nº 281

Super Banner na capa e em toda a revista

Auau Miau

Cachorros também dormem mal quando têm um dia ruim

Cães estressados tentam dormir mais rápido para esquecer

Postado em 08 de Novembro de 2017   - Redação Semana On

Cachorros, como os seres humanos, não dormem bem depois de passar por experiências negativas. É o que descobriram pesquisadores da Academia de Ciências da Hungria, que acompanharam a atividade cerebral de 16 voluntários caninos – alguns estressados após um dia difícil, outros não – durante o sono.

Caso você esteja preocupado com o bem estar das cobaias, pode relaxar: os animais não foram submetidos a nenhuma forma de violência durante o teste. Uma das experiências negativas foi deixar o animal amarrado na ausência do dono – uma cena relativamente comum na porta de lojas e padarias. Outra envolvia um estranho encarar o animal nos olhos por um longo período – um comportamento que o peludo interpreta instintivamente como uma ameaça. Já as experiências positivas foram coisas como abraços, carinhos, coçadinhas e arremessos de bola (entre outras alegrias recomendadas pelos donos como particularmente eficientes).

Ao longo de um mês, cada um dos 16 cães cochilou três vezes no laboratório. A primeira rodada foi de adaptação – era preciso saber se os animais se sentiam confortáveis para dormir no local e encontrar o melhor posicionamento para o equipamento de eletroencefalografia na cabeça de cada um.

Na segunda rodada, metade dos cães passou pela experiência negativa, e a outra metade pela positiva. Na terceira, ocorreu o contrário. Os animais puderam dormir por no máximo três horas após cada teste, e a atividade cerebral de todos eles foi monitorada constantemente nesse período.

Os cães estressados correram para a cama e tentaram pegar no sono o mais rápido possível. Mas dormiram mal: passaram em média 20% menos tempo na fase mais profunda do sono – que também é a mais importante para descansar o cérebro e consolidar memórias, entre outras funções. Já os cachorros  relaxados, que tinham passado um dia tranquilo, demoraram mais para ir deitar – mas, quando o fizeram, tiveram mais tempo de sono profundo. 

Com base nos resultados, os pesquisadores especulam que animais que são submetidos a situações de perigo e estresse reais com frequência sofram alterações permanentes em seus padrões de atividade cerebral durante o repouso – o que afeta o bem estar e a capacidade de aprendizado. Dias tranquilos, e noites bem dormidas, são essenciais para a saúde mental. Tanto para o homem quanto para o melhor amigo dele.


Voltar


Comente sobre essa publicação...