Semana On

Segunda-Feira 20.nov.2017

Ano V - Nº 280

Super Banner na capa e em toda a revista

Veí­culos

Honda NXR 160 ganha freios CBS na linha 2018

Atualização da versão mais cara chegará às lojas em outubro, por R$ 11.990

Postado em 25 de Outubro de 2017   - Redação Semana On

Depois de evoluir para 160 há dois anos, a Honda NXR Bros terá novidade na linha 2018: a versão mais cara, ESDD, passa a ter sistema de freios combinados CBS, entre outras mudanças que seguem a última atualização da CG.

Ela estará nas concessionárias a partir de outubro, com preço sugerido de R$ 11.990 (sem frete e seguro), 2% mais cara do que na linha 2017- uma diferença de R$ 250.

O modelo de entrada, chamado apenas de NXR 160 Bros, sem CBS, seguirá custando R$ 10.190, segundo a marca.

O que muda

Além do CBS, a NXR 160 Bros ESDD 2018 tem nova especificação no garfo da suspensão traseira com mais resistência e rigidez, novo sensor de oxigênio para melhorar a eficiência do motor monocilindro e conjunto de instrumento escurecido para melhorar a leitura.

Mais vendidos

Líder no segmento de trail, a NXR Bros disputa o segundo lugar de modelo mais vendido do Brasil com a Honda Biz. Foram emplacadas 75 mil unidades de janeiro a agosto deste ano. A liderança é da CG, com mais de 150 mil unidades.

O que é o CBS?

CBS é sigla em inglês para "Combined Braking System" (sistema de freios combinados, em tradução livre). É mais barato e também diferente do ABS. Enquanto nos freios tradicionais existem acionadores independentes para frear a roda da frente (manete direito) e a traseira (pedal), o sistema combinado reparte a força de atuação entre os dois eixos.

A ideia do CBS é corrigir o mau hábito dos motociclistas de usar somente o freio traseiro, quando o ideal é acionar os dois, já que a maior parte do poder de frenagem de uma motocicleta está na dianteira. Com o sistema, a moto consegue parar antes.

O acionamento do freio combinado ocorre de maneira progressiva. É necessário pressionar o pedal com força, utilizando todo o seu curso, para entrar em ação a frenagem na roda dianteira. Com leves toques sobre o pedal, a força fica apenas na roda traseira.

Exigência

Em 2014, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou que as motos deverão sair de fábrica com sistemas que auxiliam na frenagem, de forma gradual até chegar a 100% da produção e importação em 2019.

Para 2018, o cronograma exige que 60% das motocicletas tenham ABS ou o CBS. Entre os modelos mais populares, a Honda CG foi a primeira de baixa cilindrada a aparecer com o CBS, em 2014, mas apenas na versão Titan - a expansão para toda linha do modelo mais vendido no Brasil ocorreu em agosto.


Voltar


Comente sobre essa publicação...