Semana On

Quinta-Feira 14.dez.2017

Ano V - Nº 283

Governo agetran

Cultura e Entretenimento

Turma da Mônica estreia na grade da TV Educativa em MS

Estreia acontece na segunda quinzena de outubro

Postado em 05 de Outubro de 2017   - Redação Semana On

A turminha mais querida do Brasil agora vai fazer parte da grade de programação da TV pública estadual em Mato Grosso do Sul. Isso porque a Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de MS (Fertel), mantem parceria com a TV Cultura de São Paulo, que adquiriu os direitos autorais de exibição das novas séries da Maurício de Souza Produções.

O diretor-presidente da Fertel, jornalista Bosco Martins, anunciou esta semana que a estreia da Turma da Mônica está prevista para a primeira quinzena de outubro, fazendo parte do pacote de comemorações dos 40 anos de MS e da Semana da Criança.

A série Turma da Mônica é voltada ao público de seis a oito anos, mesma idade dos personagens retratados em cena, e baseia-se nos quadrinhos clássicos criados por Mauricio de Sousa, que participaram da infância de diversas gerações.

Outra novidade é a exibição da série Mônica Toy, inédita na TV aberta. A animação em 2D é voltada ao público juvenil e adulto, com episódios curtos de 30 segundos, os quais serão exibidos nos intervalos da programação.  Mesmo sem falas, a braveza da Mônica, os planos do Cebolinha e as características marcantes dos principais personagens da turminha ganham vida com uma nova linguagem, repleta de liberdade e bom humor.

A grade completa da programação especial da Semana da Criança e de comemorações aos 40 anos de MS será anunciada ainda esta semana.

Turma da Mônica

Maurício de Sousa iniciou nos quadrinhos em 1959 com Bidu e Franjinha, inspirados em sua infância. No ano seguinte, os personagens ganharam espaço através da revista infantil Zaz Traz, pela editora Outubro. Posteriormente, um gibi intitulado “Bidu” foi lançado pela editora Continental, sendo cancelado no mesmo ano. Ainda naquele tempo novos personagens foram criados, entre eles, o que mais chamou atenção foi Cebolinha como coadjuvante de Franjinha.

Os personagens seguiram nas tirinhas de jornal, onde foram desenvolvendo suas personalidades. Cebolinha passou a ser o personagem principal substituindo o Bidu, e mais personagens foram se destacando e ganhando séries próprias, como Piteco, Astronauta, Horácio, Penadinho, Zezinho e Hiroshi (atualmente do universo da Turma do Chico Bento), Raposão (atualmente do universo da Turma da Mata).

No entanto, mesmo com todos esses personagens, Mauricio recebeu queixas sobre a falta de mulheres em seus quadrinhos, assim, Mônica foi criada em 196, como uma personagem secundária nas tirinhas do Cebolinha. Baseada na sua filha Mônica Sousa, o sucesso e o carisma da personagem fizeram dela a protagonista das tirinhas, tornando Cebolinha seu coadjuvante no final da década de 1960.


Voltar


Comente sobre essa publicação...