Semana On

Quinta-Feira 14.dez.2017

Ano V - Nº 283

Governo agetran

Mato Grosso do Sul

Programa Escola Segura, Família Forte é referência internacional

Projeto foi selecionado em programa de fomento do Banco de Desenvolvimento da América Latina

Postado em 05 de Outubro de 2017   - Redação Semana On

Lançado pelo Governo de Mato Grosso do Sul na quarta-feira (4) o programa Escola Segura, Família Forte é referência internacional. Devido ao elevado grau de inovação e importância, a Superintendência de Gestão Estratégica do Governo do Estado, em conjunto com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), inscreveu o projeto no mês de abril em um processo de seleção da Corporação Andina de Fomento (CAF), que é um Banco de Desenvolvimento da América Latina, semelhante ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Denominada I Convocatória Internacional de Avaliação de Impacto, mais de 90 projetos de países de toda a América Latina foram inscritos, e o Escola Segura, Família Forte está entre os nove vitoriosos. No Brasil apenas dois foram selecionados, sendo o outro de mobilidade urbana de Teresina (PI).

De acordo com o secretário da Sejusp, José Carlos Barbosa, isso implica que o programa receberá uma avaliação de impacto gratuita, que é considerada fundamental para comprovar a eficácia de uma política pública de segurança nas escolas e, consequentemente, conseguir recursos para expandi-la. “Essa é a primeira vez que um projeto nasce com um acompanhamento científico, inicialmente 60 escolas públicas serão atendidas. Elas terão acompanhamento do CAF, com objetivo de medir qual foi o impacto do programa em termos de redução da criminalidade e melhoria dos indicadores escolares”, explicou.

A diretora da EE Athur de Vasconcelos que fica localizada no bairro Estrela do Sul, Fabiana de Lima Souza, disse que a comunidade está acreditando no trabalho que será realizado. “Temos certeza que essa parceria vai render bons frutos, ou seja, já está rendendo. Saber que uma iniciativa como essa começa com respaldo de uma organização séria é muito importante, pois não é apenas mais um projeto. Isso era o que nós estávamos buscando, unir a família, a escola e a Segurança Pública. O policiamento estará presente e nós ensinando o caminho certo, assim nossas crianças poderão ter outra visão da polícia e que os dois possuem o mesmo intuito de educar”, enfatizou a diretora da escola que possui mais de 600 alunos.

O programa Escola Segura, Família Forte foi construído a várias mãos, atendendo às solicitações da Secretaria Estadual de Educação (SED) e da Secretaria Municipal de Educação (Semed), com objetivo de promover o fortalecimento dos vínculos entre segurança pública, escola e família na prevenção de situações conflituosas no ambiente escolar e entorno, contribuindo para a otimização do processo ensino-aprendizagem.

Para o estudante do 5º ano, Victor Vinicius, que também participa do Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd), é muito bom saber que a polícia estará perto da escola para evitar que crianças se envolvam com as drogas e usem a violência para resolver problemas. “Tenho aprendido muito no Proerd a como ser um bom menino, e que a polícia é parceira nossa”, declarou o estudante de 13 anos.

O Escola Segura, Família Forte, é uma política pública elaborada com a finalidade de coordenar as ações de todos os projetos de prevenção já existentes na área da Segurança Pública, como Proerd; projeto Bom de Bola, Bom na Escola; Banda Mirim; Projeto Reação; Centro Educativo de Múltiplas Atividades de Trânsito (Cematran); Projeto Florestinha; Bombeiros do Amanhã; Polícia Civil – Prevenção e Educação; Dicas de Segurança; Delegado Teen; Cidadão do Amanhã; Guerreiros Sem Farda; Polícia Civil – Você Muda o Mundo entre outros, além da criação da Ronda Escolar.


Voltar


Comente sobre essa publicação...