Semana On

Sábado 21.out.2017

Ano V - Nº 276

Institucional

Veí­culos

Ford EcoSport 2018 chega com novo motor 1.5

SUV reestilizado é o primeiro do país a oferecer motor de 3 cilindros e terá nova transmissão automática

Postado em 25 de Julho de 2017   - Redação Semana On

A Ford apresentou na segunda-feira (24), no Recife, o EcoSport 2018 equipado com o novo motor 1.5 Dragon. É o primeiro SUV do Brasil que tem um motor de 3 cilindros. No utilitário, ele desenvolve até 137 cavalos. Os preços variam de R$ 73.990 a R$ 93.990.

Essa renovação no EcoSport, que também adota mudanças visuais reveladas primeiro nos Estados Unidos, no ano passado, é uma tentativa da marca para competir de igual para igual com os novos rivais que tomaram seu reinado no segmento de SUVs compactos: Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta.

O modelo começa a chegar às concessionárias na segunda quinzena de agosto, em 3 versões. Além do motor 1.5, há um 2.0 de 176 cv, que o G1 já avaliou e que é a única sem opção de câmbio manual, de 5 marchas. A transmissão automática é uma nova, de 6 marchas, que substitui a problemática Power Shift.

Veja os preços e conteúdo de todas as versões

SE 1.5 manual – R$ 73.990

Itens de série: 7 airbags, ar condicionado, direção elétrica, controles de tração e estabilidade, central multimídia de 6,5 polegadas com conectividade Android Auto e Apple CarPlay, sensor de ré e rodas de 15 polegadas.

SE 1.5 automática – R$ 78.990

Itens de série: conteúdo da SE manual mais câmbio automático de 6 marchas com trocas de marchas no volante e controle de velocidade de cruzeiro

FreeStyle 1.5 manual – R$ 81.490

Itens de série: conteúdo da SE mais central multimídia de 8 polegadas com conectividade Android Auto e Apple CarPlay, computador de bordo com tela colorida, ar condicionado digital, luzes diurnas de LED, rodas de 16 polegadas, câmera de ré e bancos de couro e tecido.

FreeStyle 1.5 automática – R$ 86.490

Itens de série: mesmo conteúdo da FreeStyle manual mais câmbio automático de 6 marchas com trocas de marchas no volante.

Titanium 2.0 – R$ 93.990

Itens de série: mesmo conteúdo da FreeStyle automática mais motor 2.0 de 176 cv, rodas de 17 polegadas, sistema de monitoramento de ponto cego, alerta de tráfego cruzado, bancos de couro, teto solar elétrico, faróis de xenônio, sensores de luz e chuva, retrovisor interno anti-ofuscante e acesso e partida sem a necessidade de chave nas mãos.

Comparado com rivais

Frente aos maiores concorrentes (veja abaixo), o EcoSport reestilizado empata em preço com o Creta na versão mais simples, com câmbio manual, mas o Hyundai é mais potente. E fica próximo do Renegade. Mas o Ford é, disparado, a opção mais barata com câmbio automático entre os 3.

Honda HR-V (manual. 1.8, 139 cv): R$ 80.900

Honda HR-V (CVT, 1.8, 139 cv): R$ 87.900

Jeep Renegade (manual, 1,8, 139 cv): R$ 72.990

Jeep Renegade (autom., 1.8, 139 cv): R$ 87.990

Jeep Renegade (autom., 2.0, 170 cv): R$ 115.990

Hyundai Creta (manual, 2.0, 166 cv): R$ 73.990

Hyundai Creta (autom., 2.0, 166 cv): R$ 85.740

Motor e câmbio importados

A Ford afirma que o EcoSport é o primeiro carro da marca em todo o mundo a ser equipado com o novo 1.5 de 3 cilindros da família Dragon. Ele é 27 cv mais potente do que o 1.5 de 4 cilindros atualmente usado no Ka e tem 7 cv a mais do que o 1.6 do EcoSport que deixa as lojas, ambos da família Sigma.

No entanto, este motor ainda não é produzido no Brasil – a Ford não confirmou a informação, mas tudo indica que a nacionalização é questão de tempo. Por enquanto, o 1.5 Dragon será importado da Índia.

Também importada da Ásia é a transmissão automática de 6 marchas – esta vem da China, e não deve ser produzida no Brasil. A PowerShift, automatizada de dupla embreagem, por ora, segue no Fiesta e no Focus.

Fiel ao cliente

As maiores mudanças do EcoSport foram concentradas na dianteira, no conjunto mecânico e no interior – estes dois últimos os maiores focos de reclamações dos clientes do modelo.

Por outro lado, o estepe na tampa do porta-malas, a característica mais marcante do modelo e considerado fora de "moda", foi mantido.

Segundo a Ford, o pneu sobressalente não teve a posição alterada porque agrada aos consumidores do EcoSport.

O nível de acabamento foi aprimorado, com materiais de melhor percepção visual e tátil. No entanto, a montagem ainda deixa a desejar, com alguns encaixes imprecisos. As portas possuem fechamento mais suave, e os vãos são uniformes – diferente do que acontecia até então.


Voltar


Comente sobre essa publicação...