Semana On

Quinta-Feira 19.out.2017

Ano V - Nº 275

Institucional

Campo Grande

Marquinhos corta benefícios de servidores da educação

ACP estaria ligada ao prefeito por rede de interesses

Postado em 15 de Junho de 2017   - Nélio Brandão

Alegando estar cortando “privilégios da folha de pagamento” e dessa forma estancar suposto “déficit financeiro”, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) baixou decreto que trata da remuneração paga a servidores que trabalham em locais identificados como “de difícil acesso”.

Na gestão passada, o servidor que trabalhasse em uma escola localizada na zona rural do município tinha o direito de receber um valor financeiro a mais porque tem que andar muito para chegar ao trabalho.

Porém, esses profissionais foram surpreendidos com a redução do valor pago pelo difícil acesso. De acordo com denúncias, esses servidores tinham uma porcentagem de 50% sobre o salário, uma vez que são obrigados a se deslocarem para áreas distantes da zona urbana.

Alguns professores passam a morar no lugar de trabalho, voltando para suas casas somente na noite de sexta-feira em decorrência do custo que é retornar todos os dias para perto dos seus familiares.

O prefeito justifica essa redução em nome do corte de despesas, apesar das denúncias de que algumas secretarias municipais estejam servindo como cabides de emprego.

Professores efetivos na função de coordenação pedagógica estão sendo colocados à disposição por diretores para atenderem pedidos de políticos, dando vez aos convocados, ou seja, aqueles que não passaram em um concurso público.

Já foram solicitadas providências à direção da ACP, porém, o atual presidente Lucilio Souza Nobre não tem se manifestado. Professores que pedem para ter a identidade preservada por medo de represálias afirmas que isso ocorre pois o presidente da ACP teria uma “dívida” de gratidão com o prefeito Marquinhos Trad por ter nomeado o ex-presidente Geraldo Alves Gonçalves – que comandou o Sindicato por quase dez anos – para exercer o cargo em comissão de Diretor-Geral de Previdência Social, símbolo DCA-2, no Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG).


Voltar


Comente sobre essa publicação...