Semana On

Domingo 29.nov.2020

Ano IX - Nº 421

Coluna

Olhar de Cinema

O Festival Internacional de Cinema de Curitiba chega a sua 6ª edição

Postado em 02 de Junho de 2017 - Danilo Custódio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A sexta edição do Olhar de Cinema, chega com o objetivo de provocar e convidar seu público à reflexão acerca do papel do cinema como ferramenta de sensibilização e resistência coletiva, coisa tão necessária dentro do nosso atual cenário político e social, onde tantos escândalos políticos são denunciados a cada novo dia e as pessoas se colocam em embates cada vez mais frequentes e violentos. O cinema deve sim assumir seu papel de agente transformador na vida das pessoas e essa postura acaba fortalecendo esse que já é um dos mais importantes festivais internacionais de cinema do Brasil.

Para esse ano, foram selecionados 125 filmes realizados em diferentes partes do mundo, organizados em mostras temáticas para que o espectador consiga se encontrar dentro desse turbilhão de novidades que o cinema internacional anda produzindo. Além das exibições, o evento oferecerá ao longo de nove dias uma ampla, acessível e variada programação, onde público terá acesso a Oficinas, Seminários, Encontros de Negócios, Masterclass, festas e Debates. Fique ligado na fã-page o Olhar e programe-se!

O Investimento na Cultura Brasileira

O estado de Minas Gerais anunciou o investimento de 92,3 milhões de reais no edital da Lei Estadual de Incentivo a Cultura 2017. Esse ano, cada uma das oito categorias artísticas contempladas pelo edital contarão com um montante de recursos previamente estabelecido, de forma a garantir uma melhor distribuição do investimento aos projetos que possuem perfis diferentes, evitando a concentração da verba em propostas similares. E o mais legal é que entre as categorias existem as seguintes novidades: criação artística e novos artistas; circulação de manifestações culturais, oficinas e formação cultural, e eventos com no mínimo três edições. Um trabalho sério do Governo de Minas, que valoriza sua cultura e produz arte de forma comprometida e com qualidade internacional. Vale lembrar que Minas Gerais é o terceiro maior PIB do Brasil, ficando atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. O Paraná, que ocupa a quinta posição no ranking dos estados mais ricos do país, investiu esse ano 33 milhões de reais em seu Edital Estadual, que está recebendo inscrições de projetos até 29 de junho.

Conversas sobre o cinema brasileiro

O LabEducine realizará na semana que vem em Curitiba mais um encontro do Conversas sobre o cinema brasileiro, que apresenta nessa edição À Margem da Imagem, de Evaldo Mocarzel. O documentário é a primeira parte da tetralogia À MARGEM DE SÃO PAULO, que nos faz refletir sobre as rotinas de sobrevivência, estilo de vida e cultura dos moradores de rua do município de São Paulo. À Margem da Imagem discute temas como exclusão social, desemprego, alcoolismo, loucura, religiosidade, espaços públicos, degradação urbana, identidade, alteridade, cidadania e, como sugere o próprio título, o roubo da imagem dessas pessoas e comunidades, promovendo assim a reflexão ética dos processos de estetização da miséria. A exibição será seguida de debate com o Realizador e Professor Evaldo Mocarzel e acontecerá no Cine Guarani às 19hs do dia 09/06 com entrada gratuita. Fique ligado no evento e compareça!

ComeBack

A recomendação tupiniquim da semana vai para Comeback, Um Matador Nunca se Aposenta, de Erico Rassi, filme que faz uma homenagem ao Western partindo de uma perspectiva ambientada no Brasil. O longa estreou de forma tímida nas salas desse Brasilzão, uma vez que é muito difícil pleitear espaço no parque exibidor nacional quando os concorrentes são esses títulos estrangeiros de grande renome (e orçamento) como Mulher Maravilha e Piratas do Caribe. Mas veja o trailer e, se curtir, programe-se! Vale muito a pena conferir a performance do grandioso Nelson Xavier nessa verdadeira aula de humor negro.


Voltar


Comente sobre essa publicação...