Semana On

Quarta-Feira 02.dez.2020

Ano IX - Nº 421

Coluna

Parada SP 2017 terá Daniela Mercury, teatro, circo e muito mais

Com o tema estado laico, a parada paulista tem diversas atrações confirmadas

Postado em 01 de Junho de 2017 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Parada SP, marcada para o dia 18 de junho, vai levar novidade para a Avenida Paulista e outras ruas de São Paulo. Com o tema estado laico, o evento vai reunir apresentações circenses e teatrais, homenagens e muitos nomes famosos.

Heitor Werneck, diretor artístico da Parada SP e colunista do iG, dá detalhes da programação e ressalta que a ideia do evento é se tornar cada vez mais inclusivo para todos os gêneros e grupos da sociedade. Veja o que você vai ver na parada deste ano e em eventos relacionados: 

Na Avenida Paulista

Uma das novidades da parada é que, pela primeira vez, ela será teatralizada e todos estão convidados a participar. "Como o tema é estado laico, estamos fazendo um chamamento para todos os grupos religiosos participarem do evento. Eles podem se inscrever no site e cada carro vai ser a representação de uma religião", explica Heitor. 

Ele conta ainda que a concentração, no vão livre do Masp, no meio da Avenida Paulista, será regida por ciganos. No local acontecerá um grande baile com música e dança típica. Além disso, o folcore também estará presente no evento. 

Atrações confirmadas

A mestre de cerimônia da Parada SP será a drag queen Paulette Pink . A cantora Daniela Mercury também será um dos destaques e estará no carro ao lado da artista.  Outros nomes que vão agitar o evento são Alice Caymmi e Karol Conka.

Heitor ainda fala que a festa deste ano terá muito circo, teatro e homenagens. "A Parada vai começar com espetáculo circense da Troupe Gueza. Eles farão um cortejo de arlequins com as cores do arco-íris, se equilibrando em pernas de pau", detalha o diretor. Ainda estão previstas várias interações do mesmo grupo ao longo do desfile em pontos como o Conjunto Nacional, na esquina com a Rua Augusta. 

Na parte teatral do evento, a novidade é que haverá uma apresentação, feita por artistas do grupo Satyros, em frente a cada um dos carros. Essas perfomances vão falar sobre amor, homoafetividade, nudez, religão e estado laico. 

A Parada ainda terá uma grande homenagem às vítimas de homofobia, lesbofobia e outros tipos de violência por questões de gênero. Essa apresentação será em frente ao Cemitério da Consolação. 

Para encerrar o evento, mais um espetáculo, agora sobre transição. Para completar, a trans Viviany Beleboni  fará uma apresentação com o tema militarização da religião. 

Feira da Diversidade

Além da Parada SP, São Paulo será palco de mais uma edição da  Feira da Diversidade , no dia 15 de junho, no Anhangabaú. Por lá os ciganos também vão marcar presença pela primeira vez, com barracas de leitura de mão. Segundo o diretor artístico, o dinheiro arrecadado nessas barracas será revertido para a comunidade. O local também terá um palco com show de música cigana. 

Paulette Pink também terá seu espaço na feira, com uma exposição dos figurinos que a drag usou ao longo da carreira. 

Drag queens do passado e personalidades da noite paulistana também serão lembrados em uma espécie de cabaré que irá reviver a noite paulistana. Para completar, novos talentos vão se apresentar no palco. 

A agenda do Mês do Orgulho LGBT, que será encerrado pela Parada SP 2017, ainda inclui ciclo de debates, cãominhada, Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, Jogos da Diversidade e muitas atrações. 


Voltar


Comente sobre essa publicação...