Semana On

Sábado 24.ago.2019

Ano VII - Nº 360

Comportamento

Uso de suplementos que aceleram metabolismo vira moda nas academias

A lista de possíveis efeitos adversos inclui insônia, aumento da frequência cardíaca, gastrite, aumento da pressão arterial e irritabilidade.

Postado em 23 de Abril de 2014 - Redação Semana On

Especialistas dizem que o consumo do produto está tão elevado que pessoas de fora do circuito das academias se mostraram curiosas quanto aos efeitos do suplemento. Especialistas dizem que o consumo do produto está tão elevado que pessoas de fora do circuito das academias se mostraram curiosas quanto aos efeitos do suplemento.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Entre os frequentadores de academias, a moda agora é o uso de suplementos que aumentam a temperatura corporal e aceleram o metabolismo. Tudo para ajudar a eliminar os quilinhos a mais. Os chamados termogênicos também têm efeito estimulante e são usados antes do treino para dar aquele "up" na disposição.

Especialistas dizem que o consumo do produto está tão elevado que pessoas de fora do circuito das academias se mostraram curiosas quanto aos efeitos do suplemento. "Até quem foi sedentário durante a vida inteira já me perguntou sobre os termogênicos", afirma Mirtes Stancanelli, nutricionista esportiva e professora da Unicamp.

Fernanda Pisciolaro, nutricionista responsável pelo departamento de nutrição da Associação para o Estudo da Obesidade (Abeso), conta ainda que responde a perguntas sobre esses suplementos diariamente. "Todos querem saber se eles emagrecem."

A curto prazo, esses termogênicos poderiam favorecer ligeiramente o emagrecimento, desde que vinculados a atividade física intensa. "Se você vai à praia, fica bronzeado por causa da exposição ao sol, e não por causa do bronzeador", brinca Isabela Pimentel, nutricionista do HCor (Hospital do Coração). "Da mesma forma, o exercício é o principal responsável pelo emagrecimento nessa associação."

A forma como os suplementos funcionam não difere muito da maneira como agem os termogênicos naturais, como chá, café, pimenta e gengibre, que também aceleram o metabolismo. "Essas substâncias estimulam uma classe de neurotransmissores que desencadeiam um processo metabólico favorável ao emagrecimento", diz Walmir Coutinho, presidente eleito da Associação Internacional para o Estudo da Obesidade.

Estudos já mostraram que dois litros de chá-verde por dia, por exemplo, são capazes de aumentar o metabolismo, mas em apenas 4% – um efeito considerado ínfimo para o esforço despendido.

Efeitos adversos

A lista de possíveis efeitos adversos inclui insônia, aumento da frequência cardíaca, gastrite, aumento da pressão arterial e irritabilidade.

O cardiologista Carlos Alberto Machado lembra que os produtos podem aumentar o risco de arritmias cardíacas e pressão arterial alta ou piorar problemas cardiovasculares já existentes. "É essencial praticar atividade física, mas acredito que não é necessário usar esses aditivos." Segundo ele, é preciso pesar o risco e os benefícios do uso dos suplementos.

O maior perigo mora nos suplementos proibidos – e muito populares na internet. Desde 2012, são proibidas a venda e a importação no Brasil de suplementos com a substância DMAA (dimethylamylamina), presente em termogênicos importados ilegalmente, como Jack3D, OxyElite Pro e Lipo-6 Black. O DMAA é associado a efeitos tóxicos no fígado.

Nos EUA, o DMAA é legal, embora a FDA (agência que regula medicamentos nos EUA) tenha retirado alguns lotes do produto OxyElite do mercado no ano passado, após um relatório feito pelo Departamento de Saúde do Havaí apontar falência hepática em 27 pacientes que haviam consumido o OxyElite –uma morte relacionada ao uso do produto foi registrada.


Voltar


Comente sobre essa publicação...