Semana On

Sexta-Feira 03.jul.2020

Ano VIII - Nº 400

Campo Grande

Marquinhos mantém despesas com pessoal superior à gestão anterior

O prefeito de Campo Grande gasta R$ 9 milhões a mais que seu antecessor, Alcides Bernal

Postado em 28 de Abril de 2017 - Nélio Brandão

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Um estudo realizado pela equipe de gestão financeira do Prefeito Marquinhos Trad (PSD), revelou um dado preocupante. O balanço financeiro das contas do Município apresentou um déficit de R$ 35 milhões no mês de março.

De acordo com o levantamento, esse déficit se deve a um desajuste nas contas públicas que foi iniciado em 2014. Atualmente a despesa corrente com folha de pagamento consome cerca de R$ 97 milhões por mês. E é a responsável por consumir a maior parte do orçamento do Município.

O início do desajuste das contas coincide com o período em que Gilmar Olarte (PROS) assumiu a Prefeitura depois que a Câmara de Vereadores cassou o mandato de Alcides Bernal (PP) em 12 de março de 2014.

Em março de 2014 a despesa da Prefeitura com folha de pagamento era de aproximadamente R$88 milhões. E após a posse de Gilmar Olarte, os gastos com essa despesa foram subindo mês a mês, até alcançar a incrível cifra de R$215 milhões em dezembro daquele ano.

Em uma comparação de gastos com folha de pagamento entre as últimas gestões. Existe uma evidente redução se comparadas as gestões Olarte (PROS) e Trad (PSD). No entanto, o atual Prefeito ainda gasta cerca de R$ 9 milhões a mais com folha de pagamento do que Alcides Bernal (PP) durante a primeira fase de mandato.

Para se ter uma ideia do tamanho dessa diferença, o mesmo valor é maior do que a segunda maior despesa da Prefeitura, que são os R$7,9 milhões do contrato com a Solurb.

No Portal da Transparência da Prefeitura, não constam informações detalhadas sobre as despesas do Município referente ao ano de 2016, que corresponde ao período de retorno de Alcides Bernal ao cargo de Prefeito. As últimas informações de despesas disponíveis são referentes ao ano de 2015.

As informações sobre receitas, despesas e deficit da gestão atual, foram divulgadas em uma entrevista coletiva de imprensa dada pela equipe de gestão financeira da atual administração.


Voltar


Comente sobre essa publicação...