Semana On

Quarta-Feira 16.out.2019

Ano VIII - Nº 367

Mato Grosso do Sul

Tarifas dos consumidores da Energisa serão reduzidas a partir do dia 8 de abril

Novos percentuais entram em vigor a partir deste sábado

Postado em 06 de Abril de 2017 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta semana a redução nas tarifas dos consumidores atendidos pela concessionária Energisa Mato Grosso do Sul (EMS). Os novos percentuais entram em vigor a partir do sábado (8). A empresa atende 993 mil unidades consumidoras localizadas em 73 municípios do Estado.

Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais.

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (iluminação pública).

Sobre a regulação dos serviços de energia

Em Mato Grosso do Sul, a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) é conveniada à Aneel para executar atividades descentralizadas. Definições tarifárias são atividades centralizadas pela agência federal, mas a Agepan atua no suporte e apoio. Anualmente são feitas fiscalizações e auditorias nas distribuidoras, em conjunto entre equipes da Aneel e da Agepan, para análises de custos, despesas, receitas, lucros, investimentos. Todas essas informações econômico-financeiras são utilizadas nos estudos técnicos para definição de tarifas das distribuidoras.


Voltar


Comente sobre essa publicação...