Semana On

Sexta-Feira 26.mai.2017

Ano V - Nº 255

crise

Saúde

CREFITO 13: Seis anos de compromisso com a saúde e a sociedade

Fisioterapia e Terapia Ocupacional na construção da saúde em MS

Postado em 31 de Março de 2017   - Redação Semana On

Imprimir Enviar por e-mail

No dia 13 de abril de 2010, a resolução 364 do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) estabelecia o desmembramento da região territorial do CREFITO 9, dando vida ao Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 13ª Região, o CREFITO 13. Em abril de 2011, o primeiro colegiado foi formado por eleição direta, estabelecendo, de fato, a autonomia da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional sul-mato-grossenses. Hoje, dia 1º de abril de 2017, esta história de luta completa 6 anos.

Neste período, muitas batalhas foram encampadas e conquistas alcançadas. O CREFITO 13 vem trabalhando pelo fortalecimento das profissões no Mato Grosso do Sul, assegurando os direitos legais, a visibilidade e o reconhecimento da atuação de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais na promoção da saúde dos cidadãos, zelando pelo cumprimento dos preceitos éticos que regem as profissões, orientando, disciplinando e fiscalizando o exercício dos profissionais e das empresas com atividades ligadas às áreas de atuação da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional, salvaguardando a sociedade da atuação de leigos em exercício ilegal, de maus profissionais e/ou maus serviços.

Não é uma missão fácil. No entanto, graças à dedicação dos profissionais, o CREFITO 13 tem conseguido alcançar objetivos que, se antes eram sonhos, hoje começam a se tornar realidades concretas.

“Completamos seis anos cada vez mais comprometidos com a saúde e com a Fisioterapia e a Terapia Ocupacional. Crescemos em número de vagas nas universidades, em profissionais no mercado de trabalho, em visibilidade social e, também, em estrutura, com a inauguração da nossa nova sede (R. Vinte e Cinco de Dezembro, 13), onde podemos oferecer um melhor atendimento e acesso aos profissionais e usuários. Para fazer frente as novas necessidades, também aumentamos a estrutura de recursos humanos. Tudo isso para dar aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais um atendimento e uma representatividade de excelência”, afirmou o presidente do CREFITO 13, Carlos Alberto Eloy Tavares.

Vice-presidente do Conselho, a terapeuta ocupacional Janaína Silva de Carvalho também destacou a importância do desmembramento para as profissões no Estado. “Foi importante para o maior desenvolvimento das categorias. Tivemos a possibilidade de fortalecer parcerias com os profissionais, trabalhando como facilitadores, integrados com os mesmos. Com o desmembramento, estreitamos a comunicação com os profissionais, e assim pudemos defender melhor os interesses da região e colaborar para o engrandecimento da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional”.

Interiorização e Parcerias

Foi graças a este engajamento, que o Conselho implementou ações como o Programa de Interiorização, que tirou a administração da capital, levando-a para todos os municípios do Estado, ouvindo os anseios dos profissionais e fortalecendo os laços que os unem. A aproximação com os âmbitos da administração pública da gestão em saúde também foi desenvolvida pelo CREFITO 13, com visitas constantes a gestores, secretários de Saúde e prefeitos no intuito de fortalecer a importância das profissões no contexto da saúde em todo o Mato Grosso do Sul.

“O CREFITO 13 tem estado presente e muito atuante no apoio aos profissionais do Estado. Por isso, retomamos o Programa de Interiorização com força total. Agora, pretendemos implementar uma versão do projeto em Campo Grande, de maneira efetiva, com ações nos locais onde existam número significativo de profissionais”, avisa Tavares.

Da mesma forma, a parceria entre o CREFITO 13, o movimento associativo e as sociedades científicas têm colaborado para o incremento de ambas as profissões no Mato Grosso do Sul. “Temos relações muito produtivas com estas entidades, especialmente as que representam as especialidades reconhecidas pelo COFFITO, como a Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (Sonafe), a Associação Brasileira de Fisioterapia Dermato Funcional (Abrafidef), a Associação Brasileira de Fisioterapia Traumato-Ortopédica (Abrafito), entre tantas outras. Nestes seis anos, o CREFITO 13 tem apoiado e trabalhado junto a estas importantes entidades”, disse o presidente do Conselho.

Fiscalização e Ética

O Departamento de Fiscalização (DEFIS) do CREFITO 13 tem sido outro destaque na estrutura do Conselho, atuando com afinco na defesa da comunidade e do bom exercício profissional. Agora, com estrutura mais robusta, conta com maior número de fiscais, que estão a disposição dos profissionais e da sociedade para garantir que toda a assistência prestada seja de qualidade e eficiente, e que atenda as necessidades da população.

“O profissional Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional, amparados pela Lei 938/69, exercem suas atividades atendendo as necessidades das pessoas. Em contrapartida, a mesma legislação que assegura essa prerrogativa prevê que os profissionais sejam fiscalizados por seus pares, a fim de oferecer à comunidade um exercício profissional sério, competente e de qualidade”, explica o coordenador do Defis, Marcio Maryuama.

É o DEFIS quem vai combater o exercício ilegal das profissões e promover o respeito, o conhecimento, a orientação e o esclarecimento de quem trabalha regido por ele, na defesa de uma assistência de qualidade à sociedade

A garantia de um mercado regido pela ética também é uma atribuição do Conselho, incrementada com a nova estrutura. “A função de tribunal, como instância em que se julga processos, está funcionando a todo vapor para garantir igualdade de condições para todos os profissionais que trabalham de forma legal. Isso se reflete em profissões socialmente mais visíveis e garantia de entrega de saúde funcional à sociedade, que é o objeto da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional”, sustenta Tavares.

Contra a precarização

Também tem sido marcante a luta do CREFITO 13 contra a precarização do atendimento ligado as operadoras de planos de saúde, a partir de uma rígida rotina de fiscalizações para coibir a prática de atendimentos múltiplos que prejudica a qualidade do atendimento ao usuário e colabora para a precarização da profissão. A medida, inédita no país, serviu de referência para outros municípios e Conselhos Regionais em todo o Brasil, que vivem a mesma situação diante das práticas adotadas por algumas clínicas e pelas operadoras de planos de saúde.

Na mesma linha de ação, o CREFITO 13 encampou uma luta árdua pela adoção dos referenciais de honorários da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional pelos planos de saúde, uma relação maculada pela inadequação de muitos contratos entre as empresas e os convênios diante das exigências da Agência Nacional de Saúde (ANS).

Responsabilidade social

A responsabilidade social é outro foco estratégico do CREFITO 13 para fortalecer a imagem dos profissionais da área na sociedade. Entre muitas ações desenvolvidas, destaque para a participação do Conselho no projeto Ação Cidadania, realizado pela Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Sesi e TV Morena. O evento reúne milhares de pessoas que, entre outras atividades, podem receber atendimento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Comunicação e desburocratização

A disseminação da informação através da internet é um fenômeno do mundo globalizado. Inseridas neste contexto, as redes sociais tornaram-se os espaços digitais mais acessados em diversos países, incluindo o Brasil. Estatísticas mostram que sites de redes sociais representam em média 75% dos acessos diários dos internautas brasileiros. Outra pesquisa realizada pela Revista Business Week constatou que as instituições que apostam nas mídias sociais possuem melhores resultados na divulgação de suas marcas e conceitos.

O CREFITO 13, antenado com as mudanças nesta área, se adequou à contemporaneidade com a abertura de uma FanPage no Facebook, importante ferramenta para aproximar profissionais, estudantes, gestores e população, além de atuar na consolidação de sua imagem institucional junto à sociedade.

Futuro

O CREFITO 13 tem um longo caminho a percorrer, muitas metas a serem alcançadas - assim como a Fisioterapia e a Terapia Ocupacional no âmbito nacional. Mas, ao olharmos para trás, nos deparamos com o trajeto percorrido e percebemos que o trilhamos com dedicação, coragem e esperança na construção de um futuro melhor.

“Esperamos que em 2017 nossas profissões alcancem a dignidade que merecem. Para isso, o Conselho continuará ao lado dos profissionais e a da sociedade para fazer uma saúde cada vez melhor para todos. Que os próximos anos sejam de luta e de realizações para a Fisioterapia e a Terapia Ocupacional”, concluiu Tavares.


Voltar


Comente sobre essa publicação...