Semana On

Sexta-Feira 22.nov.2019

Ano VIII - Nº 372

Mato Grosso do Sul

Reinaldo define prazo de 30 dias para licitação do Hospital Regional de Dourados

O mesmo prazo foi garantido para início dos processos licitatórios para a construção dos Centros de Especialidades e de Diagnóstico

Postado em 10 de Fevereiro de 2017 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Dentro de 30 dias terá início o processo licitatório para a definição da empresa que vai construir o Hospital Regional de Dourados (HRD). O mesmo prazo foi dado pelo governador para as licitações referentes à construção de dois centros que serão edificados em anexo ao Regional: o de Especialidades Médicas e de Diagnóstico.

Foi o que anunciou o governador Reinaldo Azambuja ao deputado federal Geraldo Resende (PSDB), após reunião para tratar de diversas obras do governo do Estado em andamento ou a terem início nos próximos dias.

Compromisso

A construção do Hospital Regional de Dourados e dos dois centros é um compromisso do governador Reinaldo Azambuja e do deputado Geraldo Resende, que desde o início da atual administração, vem articulando a liberação de recursos do Ministério da Saúde.

No final do ano passado, por exemplo, Geraldo e Reinaldo estiveram no Ministério da Saúde e receberam a garantia de liberação de R$ 15,9 milhões para o início da construção do HRD. Na ocasião, foi assinadona Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, carta de intenções entre o Ministério da Saúde e o Governo de Mato Grosso do Sul para financiamento da obra.

Os recursos federais de R$ 15,9 milhões serão utilizados na primeira etapa e o governo do Estado vai dar contrapartida de R$ 6,7 milhões, somando cerca de R$ 23 milhões.  O Hospital Regional atenderá um raio de 34 municípios da Região da Grande Dourados.

Para a segunda etapa, será necessário um valor praticamente igual ao da primeira fase, o qual deverá ser viabilizado pela bancada federal, com contrapartida de mesmo montante pelo governo do Estado – o Hospital Regional demandará investimentos totais que vão ultrapassar R$ 51 milhões.

Centros

Anexo ao Regional, o governo do Estado construirá duas novas unidades de saúde em Dourados: a Central de Imagens (exames) e o Centro de Especialidades Médicas. Conforme Geraldo, ao todo as obras vão custar R$ 6,9 milhões. Parte desses investimentos, R$ 3,39 milhões, foi empenhada (garantida) em dezembro de 2015, há mais de um ano; e a segunda, de R$ 3,5 milhões, oriunda do Orçamento Geral da União de 2016, foi empenhada em julho de 2016. Ambos os valores são emendas individuais de Geraldo Resende.

O Centro de Diagnóstico será um amplo serviço que terá equipamentos de última geração para realização de modernos exames como tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética, ultrassonografia com dopplervelocimetria, endoscopia e colonoscopia, raios-x digital, eletroencefalograma, eletrocardiograma, densitometria óssea, laboratório de análises clínicas, teste ergométrico, holter 24 horas e eletroneuromiograma, entre outros.

O Centro de Especialidades Médicas disponibilizará tratamentos nas áreas de angiologia, cardiologia, dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ortopedia, nefrologia, neurologia, proctologia, geriatria, reumatologia e urologia, nutrição, fonoaudiologia e psicologia.


Voltar


Comente sobre essa publicação...