Semana On

Sexta-Feira 22.nov.2019

Ano VIII - Nº 372

Mato Grosso do Sul

Reinaldo reafirma compromisso com desenvolvimento na volta da AL

Governador ressaltou a crise e a necessidade de reformas

Postado em 02 de Fevereiro de 2017 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Manter o propósito de transformar o Estado em um bom lugar para viver e investir, com qualidade de vida e prioridade nas pessoas, conservando o espírito democrático, do qual não abrimos mão, equilibrando a aplicação de recursos regionalmente e em todas as áreas de políticas públicas. Com essas palavras, o governador Reinaldo Azambuja iniciou seu discurso durante a abertura do ano legislativo na quinta-feira (2), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

O governador relembrou que o ano de 2016 foi desafiador para o setor público brasileiro, com acirramento entre governo e sociedade. Disse, ainda, que hoje se enfrenta uma crise de representação e legitimidade das instituições em um ambiente político muito crítico. Reinaldo destacou que, para muitos especialistas, essa é a pior crise da história e tem como causas principais os problemas estruturais do estado e a má gestão dos recursos públicos.

“Projetos interrompidos, programas insustentáveis, inchaço no quadro de servidores, corrupção e desrespeito ao orçamento e às regras básicas das finanças públicas, fizeram com que o setor público brasileiro arrastasse sua economia para este momento de extrema dificuldade. Alguma lição precisa ser absorvida por todos nós, agentes públicos de todo o Brasil, para que novos equívocos ou mesmo a omissão não nos leve a um cenário ainda mais trágico”, declarou.

Reinaldo pediu apoio dos deputados estaduais e falou sobre 2017, que em sua avaliação pode ser absolutamente decisivo, haja vista o enfrentamento de questões cruciais e dramáticas que precisam ser enfrentadas, como o equilíbrio da previdência e a instituição de um teto de gastos, além da responsabilidade fiscal em todas as áreas da administração pública, inclusive dos Poderes.

“O remédio amargo de agora é parte fundamental do caminho que leva ao futuro sustentável e próspero. Mesmo com tantas incertezas em nosso pensamento, o desejo é de que 2017 seja o primeiro ano de um ciclo de pujança econômica. A certeza que temos é o compromisso deste governo de sempre trabalhar pela prioridade de nossos cidadãos. Que tenhamos um ano muito produtivo e de muitas conquistas para toda sociedade”, afirmou.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Junior Mochi, reiterou que cada um dos integrantes da Casa de Leis estará incondicionalmente ao lado do governo, para executar ações e proposições que disserem respeito aos interesses maiores de Mato Grosso do Sul e dos sul-mato-grossenses.

O Estado e sua vocação de progresso encontrará aqui e na nossa relação com os Poderes, com as instituições como Ministério Público, Defensoria e com organismos de representação da sociedade civil, uma referência positiva e edificante. Vamos fazer a nossa parte como legisladores e, mais ainda, como cidadãos comprometidos com esta terra, com os homens e mulheres de bem que se ombreiam na tarefa de construir um grande Estado”, frisou Mochi.


Voltar


Comente sobre essa publicação...