Semana On

Sexta-Feira 20.set.2019

Ano VIII - Nº 363

Coluna

Hora de rabanada

Com o Natal chegando, esta delícia não pode faltar.

Postado em 16 de Dezembro de 2016 - Vera Chaves

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Sempre que o Natal se aproxima diversos pratos e produtos típicos dessa época voltam a ter grande destaque. Pra quem gosta de cozinhar ou de comer bem, a expectativa pelo Natal é sempre a maior possível, momento em que é possível desfrutar com facilidade de ingredientes como a castanha portuguesa, a lichia (frutinha que está em alta), o panetone e a rabanada, doce que está há anos na mesa do brasileiro.

Conhecida também como fatia dourada ou fatia de parida, a rabanada é um doce natalino histórico, tamanha tradição de anos que possui no natal das pessoas. Trata-se de fatias grossas de pão, mergulhadas no leite, passadas em ovos batidos, fritas em óleo, e para finalizar polvilhadas com açúcar e canela. Depois de tantos anos de existência da receita, já é possível encontrar versões diferentes, como por exemplo, o acréscimo de vinho do porto, frutas vermelhas, e o acompanhamento do creme inglês.

Por trás da história da rabanada, muitas lendas e uma origem incerta. Sabe-se que foi criada através da necessidade do reaproveitamento do pão (amanhecido), tendo em vista que sempre foi considerado um ingrediente sagrado, até mesmo por representar o corpo de cristo para os católicos. A sua origem sempre se remete a Portugal, mas em todo o mundo é possível encontrar variações da rabanada, como o “Eggy bread” na Inglaterra, o “French toast” nos EUA, e o “Pain Perdu” na França. Isso mostra que é muito mais provável uma forte influência francesa na origem da rabanada, do que uma influência portuguesa.

É fato de que os portugueses foram os responsáveis por trazer a receita da rabanada para o Brasil, que rapidamente se espalhou e tomou conta do natal. Mesmo hoje tendo perdido espaço para o panetone, por exemplo, a rabanada ainda é muito feita em diversos estados, sendo o Nordeste o maior consumidor. O nome “fatia de parida” vem de uma história que conta do auxílio que esse doce natalino dava na produção do leite materno durante a gravidez, e por isso era sempre oferecido e consumido pelas gravidas.

A rabanada é apenas um dos vários pratos que aparecem apenas no natal, e mesmo sendo considerada extremamente calórica, tem a adoração de muitas pessoas, o que não permite que ela caia no esquecimento, mesmo com tanto tempo em destaque. E não é só apenas do Brasil que ela é preparada no Natal, em diversos países do mundo essa tradição já existe há muito tempo.

Receita de Rabanada

Ingredientes

- 2 baguetes (ou pães de rabanada)

- 1 L de leite

- 2 latas de leite condensado

- 3 ovos grandes

- Óleo pra fritar

- Açúcar (a gosto)

- Canela (a gosto)

 

Modo de preparo

- Misture o leite com o leite condensado.

- Mergulhe o pão nesta mistura rapidamente.

- Passe o pão no ovo batido.

- Frite em óleo quente até ficar dourado.

- Com um papel absorvente, retire o excesso de óleo de cada rabanada.

- Misture o açúcar e a canela em um prato e passe as rabanadas.

- Sirva a seguir.


Voltar


Comente sobre essa publicação...