Semana On

Sexta-Feira 03.jul.2020

Ano VIII - Nº 400

Campo Grande

Marquinhos anuncia seu secretariado

Novo prefeito garante que gestão será técnica e transparente.

Postado em 15 de Dezembro de 2016 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Marquinhos anuncia seu secretariado

Novo prefeito garante que gestão será técnica e transparente

O prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD) anunciou na quinta-feira (15) a nova composição do primeiro escalão da Prefeitura Municipal de Campo Grande. Algumas pastas existentes como da Mulher e da Juventude foram rebaixadas para subsecretarias e a Fundac passou para Secretaria Municipal da Cultura e Turismo.

Confira a lista do novo secretariado:

Antônio Lacerda fica com a Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais (Segov), tendo Robson Gatti, como adjunto; Alexandre Ávalos, para Procurador-Geral do Município; Pedro Pedrossian Neto assume Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic); Marcelo Vilela para a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) e Lauro Davi para o  Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG).

Maria Angélica Fontanari de Carvalho para Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS); a pedagoga Ilza Mateus para a Secretaria Municipal de Educação (Semed); José Marcos da Fonseca, na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur); Berenice Domingues para o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Planurb); Janine de Lima Bruno, na Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran); e Vinícius Leite Campos para a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (Agereg); o engenheiro Cleiton Freitas Santos, presidente municipal do PMN, para Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat).

Para a Secretaria Municipal da Cultura e Turismo, Nilde Brun como titular e Laura Miranda como adjunta. Evandro Bandeira para a Controladoria e Transparência Pública; Luiz Fernando Buainain para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Tecnologia e Agronegócio; Paulo Fernando Garcia para o Instituto Municipal de Tecnologia da Informação (IMTI); Valério Azambuja para a Secretaria Municipal de Segurança Pública (Semsp). 

Na lista ainda segue Rodrigo Barbosa Terra para Funesp; Eneias José de Carvalho, para Ehma; Rudi Fiorese, Seinthha e Evelyse Ferreira Cruz, da Semad; Gildo Andrade, para Superintendência da Comunicação; Alex de Oliveira Gonçalves, para chefe de Gabinete; a jornalista Lidiane Kober, para Coordenadoria de Jornalismo.  

Abnegados

Marquinhos afirmou que pretende fazer uma administração com 'sabedoria, equilíbrio e transparência' para conduzir a cidade. Segundo ele, Campo Grande passou a ser a primeira capital do país a apresentar os titulares de cada pasta.

"Quero que seja um exemplo de gestão, marcada pela ética e respeito ao erário público e com participação da sociedade", afirmou Marquinhos. O novo chefe do Executivo ainda declarou que toda composição foi feita em cima da 'capacidade técnica'.

O prefeito eleito disse ainda que levou em conta alguns pontos como a 'lealdade e conhecimento' de cada um dos escolhidos. "São homens e mulheres de atitudes", definiu. E continuou, "são abnegados e não pensam individualmente, não querem lucro ou riqueza e, por isso, estão aqui".

Ele destacou que aliados também fizeram sugestões de indicações, mas que não foi exatamente um fator preponderante em relação às escolhas. "Quero secretários que sejam bons para a nossa cidade", disse.

Por fim, Trad aposta na Controladoria-Geral do Município, que será uma forma de colocar a sua administração, como uma 'gestão transparente'. E agora, com o secretariado definido, 'irá tomar medidas que irão otimizar os serviços públicos'. "Não vai faltar empenho e vamos levantar Campo Grande", sentencia.

Contratos revistos

Marquinhos declarou que os atuais contratos que a prefeitura possui serão revistos, reanalisados e auditados, conforme pedido do Tribunal de Contas do Estado. "Mas não vamos olhar para trás. Não quero culpar nenhum gestor", finalizou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...