Semana On

Domingo 29.nov.2020

Ano IX - Nº 421

Coluna

Vamos catar guavira

Uma receita com esta deliciosa fruta do cerrado.

Postado em 09 de Dezembro de 2016 - Vera Chaves

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em Mato Grosso do Sul as pessoas dizem que a guavira ou guaviroba é a fruta da resistência, porque depois da estiagem, começa a chuva e aí, sim, as frutas aparecem nos guavirais nativos. A guavira tem mais vitamina C do que a laranja. Em algumas espécies, foi encontrado quase 20 vezes mais vitamina C do que a laranja. A cor amarela indica a presença de betacaroteno, que se converte em vitamina A; tem potássio que ajuda a manter o vigor muscular; cálcio e fósforo, que deixam os ossos e dentes fortes; e magnésio, importante na digestão.

É uma fruta selvagem que dá em arbustos nos campos do cerrado de Bonito e é absolutamente deliciosa. A fruta é conhecida já há um bom tempo por pessoas que vivem tanto em Bonito como no Pantanal e é utilizada até mesmo no meio culinário.

Seu sabor adocicado encanta paladares de pessoas de todo o mundo. Catar e comer guavira direto do pé é uma delícia. Mas a fruta também é muito usada em receitas. Entre outras receitas estão a cachaça curtida com guavira e pratos típicos com molho de guavira, como o Pintado ao Molho de Guavira.

 

Filé de Pintado Ao Molho de Guavira

Ingredientes

1 filé de pintado médio

1 batata grande (cortada em rodelas grossas)

1 cebola batida

3 dentes de alho batidos

2 colheres de sopa de amido de milho

1 colher de óleo

1 folha de louro

Suco de 1 limão

1 copo americano de água

200ml de polpa de guavira

Sal a gosto

Preparo

Tempere o filé de pintado com limão e sal. Numa assadeira, prepare uma ‘cama’ com as batatas e coloque o peixe em cima. Coloque no forno (180°) por 30 minutos. 

Para o molho: em uma panela coloque uma colher de óleo e refogue a cebola, o alho e a folha de louro. Deixe dourar e acrescente a polpa de guavira e uma pitada de sal. Quando levantar fervura, adicione a água e deixe ferver novamente. Dissolva o amido de milho em meio copo d’água e misture aos poucos, sem parar de mexer por mais três minutos.

Retire o peixe do forno e coloque em um prato (você pode usar as batatas para decorar). Cubra com o molho e sirva em seguida.


Voltar


Comente sobre essa publicação...