Semana On

Sábado 24.ago.2019

Ano VII - Nº 360

Comportamento

Brasileiros comem poucas frutas, verduras e legumes

Estudo confirmou tendência e mostrou que o problema é ainda mais grave entre os jovens.

Postado em 07 de Julho de 2016 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Não é difícil perceber que frutas, legumes e verduras têm perdido espaço para os alimentos industrializados no prato do brasileiro. Um novo estudo confirmou essa tendência e mostrou que o problema é ainda mais grave justamente entre os mais novos.

O trabalho, que será publicado na revista científica "Journal of Human Growth and Development", revisou 23 pesquisas feitas no Brasil sobre o tema entre 2005 e 2015. O resultado final mostra, por exemplo, que só 12,5% dos adolescentes consomem uma porção de fruta, legume ou verdura por dia, quando o ideal, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), seriam cinco porções (ou 400 gramas).

Entre os idosos a situação é um pouco melhor. Em algumas capitais, como Belo Horizonte e Florianópolis, até 40% deles têm um consumo adequado desses alimentos.

Além desse grupo, mulheres e pessoas de melhor nível socioeconômico são as que mais comem alimentos mais saudáveis. Mas, considerando todas as faixas etárias, os resultados não são bons.

Curiosamente, alguns estudos apontam que até 80% das pessoas estavam equivocadas sobre seu próprio consumo de frutas e legumes, acreditando que estavam ingerindo a quantidade ideal de alimentos saudáveis.

Pesquisa do IBGE de 2011 já havia apontado que 90% da população brasileira não consumia os 400 gramas diários de frutas, legumes e verduras preconizados pela OMS.

Segundo o nutrólogo Rubens Feferbaum, professor de pediatria da Faculdade de Medicina da USP e autor do estudo, o consumo inadequado está relacionado ao ganho de peso, o que ajuda a explicar por que mais da metade dos adultos no país está obesa.

"Quando você come frutas e verduras, ingere carboidratos mais complexos, com fibras, e acaba comendo menos carboidratos mais simples [feitos de farinha refinada, como pães brancos e bolachas]."

Outro estudo, publicado na revista científica "Plos One", mostrou ainda que o consumo de frutas e legumes, de fato, ajuda a perder peso, mas depende de quais frutas e legumes estamos falando.

A pesquisa acompanhou a dieta de mais de 117 mil pessoas entre 30 e 40 anos de idade no início do estudo durante um período de 24 anos.

Em geral, o consumo maior de "berries", como morango e amora, mostrou-se relacionado a uma perda de peso de 500 g. O de frutas cítricas, a uma perda de 112 g. Adicionar uma porção diária de tofu ou soja pode representar perda de até 1 kg, enquanto maçãs e peras levam a 560 g a menos. Batatas, ervilhas e milho não levaram a perda nenhuma.  


Voltar


Comente sobre essa publicação...