Semana On

Domingo 25.ago.2019

Ano VII - Nº 360

Comportamento

A ciência sabe se uma amizade é verdadeira pelas risadas

É possível identificar a falsidade em qualquer lugar do mundo.

Postado em 19 de Maio de 2016 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Cientistas da Universidade da Califórnia em Los Angeles, nos Estados Unidos, acreditam ter encontrado o elemento que comprova se uma amizade é verdadeira ou não: as risadas.

De acordo com a pesquisa, que foi conduzida pelo especialista em comunicação Greg Bryant e acabou de ser publicada no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, não importa em qual lugar do mundo, se alguém ouve duas pessoas rindo juntas, presume que são amigas - principalmente se elas forem do sexo feminino.

Para chegar a esses resultados, os cientistas da UCLA gravaram 48 áudios de estudantes da Universidade da Califórnia em Santa Cruz, nos Estados Unidos, rindo. Alguns desses universitários eram amigos, outros não.

Na etapa seguinte, os pesquisadores tocaram os áudios para 966 pessoas de diferentes partes do mundo. Em 61% dos casos, os participantes conseguiram identificar quais áudios eram de pessoas amigas, índice que foi para 80% quando as risadas eram de duas mulheres.

Em estudos anteriores, Bryant tinha trabalhado com a ideia de que as pessoas conseguem identificar quando uma risada é verdadeira ou falsa. Como explica o Medical Express, em suas pesquisas o cientista sugere que diferentes tipos de risadas são produzidos por sistemas vocais diferentes e que cada um deles tem uma função diferente de comunicação.

Já na pesquisa publicada no PNAS, Bryant e sua equipe afirmam que as experiências realizadas mostram que as risadas entre amigos costumam ser mais espontâneas, de forma que mesmo pessoas de diferentes lugares do mundo conseguem identificar.Essas risadas tendiam a ter irregularidades no som e frequência, o que mostra que elas eram resultados de empolgação espontânea e genuína.

Os cientistas sugerem ainda que a risada pode ter tido um papel na forma que humanos colaboram uns com os outros. "Em espécies altamente cooperativas como as nossas é importante para indivíduos identificarem alianças sociais corretamente", afirmou Bryant. "Se a risada ajuda as pessoas a alcançar esse objetivo, é possível que ela tenha tido um papel no desenvolvimento da comunicação social, e na sua relação com interações cooperativas."


Voltar


Comente sobre essa publicação...