Semana On

Sexta-Feira 05.mar.2021

Ano IX - Nº 433

Coluna

Bonito lindo!

Um dos lugares que mais amo e que considero um dos mais lindos desse planeta.

Postado em 15 de Abril de 2016 - Débora Bordin

Gruta do Lago Azul é check in obrigatório.<br>Foto:  Acervo FundturMS Gruta do Lago Azul é check in obrigatório.
Foto: Acervo FundturMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Nunca ouviu falar de Bonito? É uma cidadezinha que fica em Mato Grosso do Sul (região Centro-Oeste) a cerca de 280 km da capital, Campo grande. Nos últimos anos tem sido considerada o melhor destino de ecoturismo do Brasil, segundo os leitores da revista Viagem e Turismo. E acho que nós (eu votei nas últimas vezes) estamos cobertos de razão. Bonito é maravilhoso. Ah! E em 2014 ganhou um prêmio internacional de melhor destino responsável do mundo.

A essência de Bonito: sabe aquela cidadezinha praiana, onde as pessoas andam de chinelo, os barzinhos são cobertos de sapé, as luzes têm cores incandescentes e tudo tem ar de artesanato? É mais ou menos por aí, só que no meio do mato.

É um lugar pra você esquecer o corre-corre. Mas tem “fervo” também, que acontece na Pilad Rebuá, avenida principal da cidade onde fica a Praça da Liberdade os principais barzinhos (cerca de 3 ou 4…). Falando em praça, não dá pra ir embora de Bonito sem antes tirar uma foto nas estátuas de Piraputanga, que ficam no meio da praça como se estivessem pulando de dentro d´água.

Ainda na Pilad Rebuá, um dos barzinhos mais badalados é o Taboa. Além de experimentar a tradicional “cachaça Taboa”, você pode aproveitar a alegria que ela te proporciona e escrever seu nome na parede… Vale até declaração de amor à Bonito ou a quem você desejar.

Não gosta de barzinho? Então tem sorveterias que oferecem sorvetes feitos de frutas do cerrado (como guavira e bocaiúva), além de restaurantes maravilhosos especializados em peixes e até carne de jacaré (é uma delícia, acreditem). Minha dica de restaurante é a Casa do João, onde tem uma traíra “desossada” que você pode comer pelada ou vestida, ou melhor, com acompanhamento ou não.

Fora isso, você vai enlouquecer nas lojinhas de artesanato, de roupas, biquínis… eu que sou praticamente “nativa” (uma alusão a um amigo querido) não consigo passar por lá sem levar nada.

Mas, chega de conversinha e vamos às dicas para quem gosta de flutuação em águas cristalinas, grutas, trilhas, passeio de bote e esportes de aventura. É praticamente obrigatório visitar a Gruta do Lago Azul e fazer alguma flutuação (Rio Sucuri, Rio da Prata, Aquário Natural…). Pra quem gosta de adrenalina e bagunça na água, o passeio de bote ou o boiacross são imperdíveis!

Quer fazer trilhas, cavalgar e tomar banho de cachoeira? Tem várias fazendas que fazem esses passeios, como a Estância Mimosa, Parque Ecológico Rio Formoso, Fazenda São Geraldo. Tem também o Balneário Municipal que é lindo demais e dá até pra chegar cedo, armar a rede e fazer um churrasquinho se quiser, ou ainda pedir petiscos e uma cerveja gelada nos quiosques.

Pra finalizar, o Abismo Anhumas… fico quase sem palavras pra expressar o quão lindo e emocionante é descer cerca de 70 metros de rapel em negativo (sem encostar na parede). É deslumbrante o visual dos raios de sol da abertura do abismo incidindo na água azul cristalina lá embaixo. Dá pra ver perfeitamente as formações rochosas no fundo. Quando você chega na plataforma, ainda pode fazer um passeio de bote e flutuar com snorkel, caso você não tenha curso de mergulho.

Bonito tem que entrar naquela sua lista de “o que preciso fazer antes de morrer”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Publicidade