Semana On

Sexta-Feira 05.mar.2021

Ano IX - Nº 432

Coluna

Lava Jato

Delator aponta propina de R$ 52 milhões em 36 parcelas para Eduardo Cunha.

Postado em 15 de Abril de 2016 - Marco Eusébio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em delação premiada à Operação Lava Jato, o empresário Ricardo Pernambuco Júnior, da Carioca Engenharia, entregou aos investigadores uma tabela que aponta 22 depósitos somando US$ 4.680.297,05 em propinas supostamente pagas ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) entre 10 de agosto de 2011 e 19 de setembro de 2014. Conforme empreiteiro, empresas relacionadas às obras do Porto Maravilha, no Rio, deveriam pagar R$ 52 milhões ou 1,5% do valor total dos Certificados de Potencial de Área Construtiva (Cepac) a Cunha. A parte que caberia à Carioca era de R$ 13 milhões. "Em nenhum momento Eduardo Cunha lhe disse que as contas eram de titularidade dele, mas tem certeza de que todas estas contas foram indicadas pela deputado Eduardo Cunha; que tampouco o depoente chegou a perguntar a Eduardo Cunha sobre o titular das referidas contas", afirmou. Em 14 páginas, Raul Pernambuco Júnior narra com detalhes encontro com o presidente da Câmara para combinar como seriam realizados pagamentos no exterior. (Com Estadão de SP)

Leia mais no Marco Eusébio in Blog

 

Em apoio a Dilma, MST bloqueia BRs em MS

As principais rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul amanheceram com bloqueios montados por integrantes do MST nesta sexta-feira: a BR-262 entre Terenos e Anastácio, a BR-163 entre Mundo Novo a Eldorado e a BR 267, próximo a Casa Verde, estrada que liga MS a SP. A ação, conforme a coordenação, faz parte de movimento nacional em defesa do governo Dilma chamada por eles de "contra o golpe, em defesa da democracia"; em solidariedade aos sem-terra do Paraná atacados pela PM, no dia 7 deste mês; contra a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de paralisar a reforma agrária; e para lembrar os 20 anos Massacre de Eldorado dos Carajás, ocorrido em 17 de abril de 1996. O superintendente regional do Incra, Humberto de Mello, deve ir nesta manhã ao bloqueio na BR-262 conversar com integrantes do movimento.

Leia mais no Marco Eusébio in Blog

 

Governo Dilma devolve cargo ao PDT em MS

Não deu nem tempo de esquentar a cadeira. O advogado Yves Drosghic, presidente do PDT de Campo Grande, retomou nesta manhã a função de superintendente do Ministério do Trabalho e Emprego em Mato Grosso do Sul, um dia depois de ter sido exonerado do cargo e substituído por Ananias dos Santos, indicado pelo deputado federal Zeca do PT. O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT-MS), um dos poucos partidos que mantiveram apoio à presidente Dilma nesta reta final do processo de impeachment na Câmara, deixou claro em Brasília ontem que não havia gostado nem um pouquinho da troca. E aconteceu que a Portaria nº 422 assinada pelo ministro do Trabalho, Miguel Rossetto, publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União "torna sem efeito" as portarias 416, que exonerava Drosghic; e 417, que nomeava Ananias.

Leia mais no Marco Eusébio in Blog

 

Abin confirma ameaça terrorista ao Brasil

Se não bastassem seus problemas internos, o Brasil tem de se preocupar com terrorismo. A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) confirmou ontem a autenticidade do perfil e da mensagem com ameaça ao País postada no Twitter por um integrante do Daesh (nome árabe de grupo que se autointitula Estado Islâmico) em novembro, após os atentados que mataram 129 pessoas na França: "Brasil, vocês são nosso próximo alvo". Embora poucos sites tenham divulgado a existência da mensagem à época, como o da rádio francesa Tendance Ouest, o assunto só foi tornado público no Brasil ontem, após o diretor do Departamento de Contraterrorismo da Abin, Luiz Alberto Sallaberry, confirmar as suspeitas. Em palestra na Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa, em São Paulo, Sallaberry falou das estratégias do Daesh para recrutar seguidores, inclusive no Brasil, e ordenar atentados pelas redes sociais e das possíveis ameaças aos Jogos Olímpicos Rio 2016. Ele informou que a agência tem adotado ações para evitar possíveis ataques, como intercâmbio de informações com serviços estrangeiros e capacitação de profissionais. (Com Agência Brasil)

Leia mais no Marco Eusébio in Blog

 

Concurso da Assembleia na berlinda

O primeiro concurso público da Assembleia Legislativa de MS está sob suspeita da própria direção da Casa. O deputado presidente Júnior Mochi (PMDB) mandou pesquisar em empresas do estado, do RS e do DF, e constatou que o valor proposto pela Opus Concursos, de Maringá (PR), de R$ 79,9 mil, que ganhou o pregão para realizar o certame, é muito baixo, não chegando a 15% do valor inicial proposto pelas demais empresas, e teme que ela não seja capaz de dar conta do serviço. A propósito, a Prefeitura de Tibagi (PR) anunciou nesta semana o cancelamento do concurso público que contrataria servidores, depois que a procuradoria jurídica do Município registrou B.O. na Delegacia de Policia local apontando irregularidades na aplicação das provas pela Oppus, também contratada por licitação. Leia aqui no site Concursos no Brasil.

Leia mais no Marco Eusébio in Blog

 

Troca de chefia do Estado-Maior do CMO

Na sexta-feira (15) teve passagem de chefia do Estado-Maior do Comando Militar do Oeste, a partir das 10h, na sede do CMO em Campo Grande. O general de brigada Dênis Taveira Martins entrega o cargo para também general de brigada José Carlos Braga de Avellar, que vem de Cuiabá, onde comandava a 13º Brigada de Infantaria Motorizada. Após a solenidade houve formatura militar no complexo do CMO, com a presença de autoridades civis e militares.

Leia mais no Marco Eusébio in Blog

 

Pelo prejuízo com Gisa, Prefeitura aciona Justiça contra Nelsinho, Mandetta e Mazina

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da procuradoria jurídica da gestão do prefeito Alcides Bernal (PP), entrou hoje na Justiça com ação contra o ex-prefeito Nelsinho Trad, seus ex-secretários de Saúde, o deputado federal Luiz Henrique Mandeta (DEM-MS) e Leandro Mazina Martins; e mais catorze pessoas, entre servidores públicos e empresários, além de três empresas, todos envolvidos na execução do Sistema Gisa. A Secretaria de Saúde Municipal (Sesau) e a Controladoria-Geral da União (CGU) apuraram que o programa contratado não foi entregue e gerou prejuízo de mais de 16 milhões de reais aos cofres municipais. Com a ação, o Município busca o ressarcimento de recursos públicos.

Leia mais no Marco Eusébio in Blog

 

A conversa de Azambuja e Tatá Marques

Em meio à expectativa sobre o rumo que o apresentador de "O Povo na TV" do SBT-MS vai tomar nas eleições em Campo Grande com apoio do governador, Reinaldo Azambuja e Tatá Marques travaram amplo diálogo ontem no gabinete avançado do governo na Expogrande, na primeira conversa pública entre eles após comunicador ter se filiado ao Solidariedade. O teor da conversa não foi revelado. Mas quem é atento não ignora que o governador é o principal articulista político do seu PSDB. E como Tatá engrossa o caldo de popularidade em qualquer chapa, seja na cabeça ou como vice, sinais de fumaça na tribo política podem significar bem mais do que uma simples conversa de cortesia.

Leia mais no Marco Eusébio in Blog


Voltar


Comente sobre essa publicação...