Semana On

Domingo 29.nov.2020

Ano IX - Nº 421

Coluna

O ano de greves!

Em meio a pré-campanha, insatisfação do f8uncionaloismo cresce.

Postado em 08 de Abril de 2016 - Liziane Berrocal

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O mundo parece desabar em ano eleitoral e não está nada fácil a vida dos chefes do Executivo. No âmbito municipal, Alcides Bernal (PP) voltou prometendo mundos e fundos, em especial para os professores, e acabou tendo que voltar atrás. Quem estava ao seu lado já profere palavras de ordem o chamando de 'traidor' e outros adjetivos bem ruins em ano eleitoral. Fato é que, se Bernal aumentar o salário do funcionalismo público, o comprometimento da Receita Corrente Líquida (RCL) com gastos de pessoal - que já está acima do limite prudencial - vai estourar de vez. Daí o bagulho fica louco! É um passo para cair na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Mas como todo mundo sabe, que ano eleitoral é ano de greve, deveriam ter se preparado...

O prefeito é claro, se faz de vítima. Mas era preciso ter combinado isso com seu principal defensor e "grande" articulador. Quando então era vereador, Paulo Pedra bradava na tribuna que tinha dinheiro, que os cofres estavam cheios, que blábláblá, wiskas, sachê. Os vídeos daquele tempo comprovam isso. Ele comandou pessoalmente uma grave do magistério municipal – comandou sim e não venha com mimimi - e quando finalmente o Pink e o Cérebro conseguiram "dominar o mundo da cadeira do Executivo" de novo, perceberam que a caquinha estava feita.

Claro que o discurso mais vendável aquele de que "roubaram tudo" e que está sendo feita uma auditoria que nunca termina – gente, pelo amor de Deus, me contrata para essa auditoria, que eu termino essa bagaça logo, que trem demorado, mas voltemos: discurso não enche barriga de ninguém, ainda mais quando o aumento proposto é menor que a reposição inflacionária e apenas algumas categorias foram beneficiadas.

Estão de olho...

Por falar em categorias beneficiadas, tem professores e professoras que estão bem espertos com os professores que participaram do comando de greve e hoje estão com "bons cargos" na Secretaria Municipal de Educação (Semed) e são considerados traíras do movimento da ACP. E quando o professor Geraldo, que era o 30º vereador da Câmara Municipal - de tanto que usava a tribuna - está de boas, com sua belíssima (e merecida, acredito eu) aposentadoria, enquanto boa parte continua ralando.

Hipocrisia?

Sem contar que, secretários exonerados estão participando de atos oficiais da Prefeitura como secretários? Gente, num pode, não deve, é ilegal e imoral. Então, parem de fazer tudo aquilo que vocês consideravam feio nos outros. É muito pior quando a pessoa já sabe.

Sempre pode piorar...

Como tudo que está bom, pode piorar, tem gente que consegue piorar mesmo. Esse é o caso da greve dos administrativos das Escolas Municipais, que inclui pessoal da limpeza, merendeiras, uma turma boa aí que faz a roda das escolas girarem. O resultado são alunos, professores e diretores fazendo a limpeza das escolas, pais fazendo vaquinha para complementar a alimentação das crianças e famílias em desespero com a possibilidade de uma nova greve na Reme. E quem deveria ajudar faz o que? Vai e caça briga com o sindicalismo, como fez o leão de sítio do Paulo Pedra, que agrediu fisicamente sindicalista. É de analisar que tá complicado.

200tão

Já Azambuja, agora conhecido como Duzentão, também não está enfrentando bons dias. O aumento que ele aponta como de "4% a 20%" contempla com 20% apenas uma ínfima parcela do funcionalismo estadual, e isso gera o descontentamento em todo o Estado. E na Capital, as categorias se reúnem, discutem, debate. A vantagem dele é que já tinha atendido os professores. Nisso, ele pode respirar aliviado. Porém, policiais e pessoal da segurança pública são os mais revoltados! Pode dar ruim essa coisa toda hein minha gente!

Articulações aqui e acolá e eu sugiro um nome

As articulações políticas que envolvem as eleições deste ano passam por muitas vertentes que nem os mais imaginativos podem avaliar. São tramas quase novelescas, onde quem fala que não vai, pode acabar na última hora indo. Esse é o caso de André Puccinelli (PMDB). Tio Pucci jurou, bem juradinho que não vai sair candidato a prefeito este ano. Vejamos, então, no cenário do PMDB quem seria um bom nome? Marun não, devido ao se protagonismo complicado com Eduardo Cunha lá em Brasília. Moka tem o carisma tão grande que está em Brasília, e até Marun tem mais reconhecimento que ele. Simone é chamada de "Sicone" tamanho o protagonismo que assumiu, só que não, no Senado Federal. Junior Mochi? Não, não, para ele bom mesmo é Coxim. Marcio Fernandes é muito almofadinha e depois do miau no grupo Enzo, melhor deixar quieto. Eu vou lançar o nome do Maicon Nogueira, que é da juventude. Se o André acompanhar ele, eu acredito que entra no páreo.

E o PT?

Já no PT, fica complicado de vez. Gente, pelo amor de Deus o que aconteceu com o PT no Estado? Até o Zeca do PT só sabe brigar e parece estar ca****o e andando para as eleições municipais deste ano! Eu vou dar o nome do Ilmar Renato, o Mamão, quem sabe o PT sai do furacão!

Bicadas

Agora no PSDB, a briga vai ser boa. Rose Modesto já é aclamada como "a mina", porém é preciso lembrar que apesar de ser a candidata da "militância", o nome de Eduardo Riedel é o nome de Reinaldo Azambuja e Sérgio de Paula. Só fica uma dica para tio Azambuja: "Cuidado para não ser tão tio Pucci", se é que alguém me entende. Porque 2012 já mostrou um resultado desastroso!

Salto XV

Já o menino Marquinhos Trad está com um salto alto do tamanho de uma semana no PSD e só fica uma dica: "2014 mostrou que salto alto quebra e o tombo é grande". Beijos, e o conselho é de graça.

Lembranças

E com essas "opções" que temos, tem gente que fica bravinho quando Tio Pucci e Nelsinho Trad são aclamados. Minha gente, ficou claro como água de Bonito que o que fizemos em 2012, elegendo a “renovação” foi uma ca**da muito da grande! Brigada, de nada!

Na espreita

Enquanto isso, quem assiste a briga de camarote no ninho tucano é Beto Pereira. Beto quer também disputar a cadeira do Executivo da Capital. Claro que ele pode entrar na fila não é, afinal o ninho também recebeu a filiação do Felipe Orro e da Mara Caseiro e todos querem a mesma coisa. Mas gente, é uma tara por essa Campo Grande! Deve ter mel naquela prefeitura!

Picarelli do céu!

Outro que foi para o PSDB foi Mauricio Picarelli. Andando nas ruas da Capital, tem sempre uma pichação que me fez rir: "Picarelli prefeito". Picarelli do céu! Fato é que, Picarelli não vai ser candidato a prefeito, mas vai assumir a Assembleia Legislativa, pode escrever aí. Daí os tucanos vão fazer barba, cabelo e bigode. TCE, Assembleia e Governo! Eu gosto do Tio Picarelli, então nem esperem eu falar mal dele! Hahahahaha!

Zen!

Já na Câmara, o trabalho de João Rocha vai bem, obrigada. Apesar de alguns considerarem ele muito pacífico, João que foi professor e é ligado as artes marciais, tem demonstrado uma capacidade incrível de dar uns tapas com luva de pelica na cara de quem deveria tomar um soco bem tomado! E isso inclui muita gente.

Vamos responder, minha gente

Para não dizer que não falei das flores, eu espero que a Câmara seja cada vez mais arrojada na devolução do que o Bernal faz. Porque, eita Bernal que só sabe jogar a culpa nos outros! Chega ser irritante minha gente! Homem que é homem tem que assumir as caquinhas que faz. Como disse o professor Lucilio Nobre, que assumiu a ACP. "Se o Bernal fez discurso político ou não, problema dele, ele que assuma as promessas que nos fez e pare de arrumar desculpas".

Vale acompanhar

Vale acompanhar nossa nova plataforma que estamos preparando, também com vídeos para vocês. Eu estou na pesquisa, semana que vem, teremos novidades, em especial no que diz respeito ao seu bolso nos gastos com os chamados 'órgãos de controle'. Beijos!


Voltar


Comente sobre essa publicação...