Semana On

Sexta-Feira 05.mar.2021

Ano IX - Nº 432

Coluna

Festival de Cinema do Vale do Ivinhema

A força crescente do audiovisual do interior do estado.

Postado em 13 de Novembro de 2015 - Elis Regina Nogueira

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em sua 12a edição, o Festival de Cinema do Vale do Ivinhema se consolida como um importante evento de celebração do audiovisual na cidade. A cada ano, o projeto realizado pela Fundação Nelito Câmara se torna uma vitrine para as produções de curtas metragens realizados por alunos da rede escolar. A festa começa no domingo, dia 15, e  se estende até sábado, dia 21.

Esse ano serão 9 filmes produzidos em Ivinhema e Angélica. Além dos curtas locais, a programação da mostra tem produções importantes como o filme chileno “Neruda”, de Manuel Bosoalto, que conta a trajetória do importante poeta, ganhador do Nobel de Literatura.

Outro filme que faz parte do Festival é “Brincante”, de Walter Carvalho, vencedor do prêmio de melhor filme documentário do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.

Atrações da produção sul-mato-grossense serão exibidas na abertura do Festival. É o caso de “Planuras”, de Maurício Copetti. Também serão exibidos os longas “Lendas Pantaneiras”, de Fábio Flecha, e “Não Eu”, de Breno Benetti.

Na praça central haverá uma mostra de curtas com temática indígena, entre eles “Flor Brilhante e as cicatrizes da Pedra”, de Jade Rainho, e “Cordilheiras de Amora II”, de Jamile Fortunato. Também na praça acontecerá a exposição fotográfica “Kuña Porã: matriarcas Kaiowá e Guarani”, de Fabiana Fernandes.

O Festival também promoverá oficinas, com o objetivo de incentivar e capacitar os adolescentes. Um destaque desta edição do Festival é a participação da produtora Patrícia Alves Dias, de Olinda, uma das criadoras do Anima Mundi. Ela ministrará uma oficina de Cinema de Animação.


Voltar


Comente sobre essa publicação...