Semana On

Sábado 18.jan.2020

Ano VIII - Nº 376

Mato Grosso do Sul

Dourados faz apelo contra vandalismo

Guarda Municipal quer a ajuda da população para evitar depredação do espaço público.

Postado em 05 de Novembro de 2015 - Redação Semana On

Guarda Municipal quer a ajuda da população no combate ao vandalismo. Guarda Municipal quer a ajuda da população no combate ao vandalismo.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Dourados fez um apelo nesta semana contra o vandalismo no patrimônio público, contra o qual pediu a ajuda da população. Segundo o prefeito Murilo Zauith, o executivo municipal tem intensificado a fiscalização, o trabalho preventivo e as estratégias de proteção ao patrimônio público com a Guarda Municipal. Ainda assim, são muitos os casos de depredações na cidade. “É preciso denunciar  estes vândalos”, afirmou.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, João Vicente Chencarek, o trabalho de prevenção e fiscalização aos monumentos, praças, parques e obras em andamento, foram intensificados, com adoção de novas estratégias e os casos de depredação do patrimônio público têm sido menores. “Acredito que a Guarda Municipal vem fazendo um bom trabalho de prevenção para uma cidade de mais de 200 mil habitantes”.

Em Dourados os alvos mais recentes dos vândalos foram algumas das academias ao ar livre, instaladas pela administração municipal para incentivo à prática de exercícios gratuitamente, visando melhorar a qualidade de vida. Outro exemplo é a Praça Paraguaia, no Jardim Itália, que também foi depredada.

O Parque Primo Vicente (Rego D’água) teve estruturas quebradas recentemente. Pichações também são vistas em órgãos públicos da cidade, além de destruição de placas de trânsito, roubo de fios e lâmpadas em vários pontos da cidade. Um dos casos mais novos foi o roubo da proteção da iluminação no Monumento ao Colono.

Estratégias

De acordo com Chencarek, entre as novas estratégias da Guarda Municipal está a instalação de postos comunitários em pontos da cidade. Um desses postos fica no Terminal Rodoviário Renato Lemes Soares.  Outro posto importante é o do Parque Antenor Martins. O espaço que antes era usado pela Polícia Militar foi todo reformado e agora abriga os agentes da Guarda Municipal, que faz o trabalho preventivo do parque e atende ocorrências na região do Grande Flórida.

No Parque Primo Fioravante Vicente as rondas também são constantes e uma equipe ainda possui um posto no local para trabalho permanente, principalmente no período noturno. Com isso, o órgão tem evitado ações de vandalismo como aconteceu no passado e também consumo de drogas na área.

Na Praça Antônio João existe um posto fixo da Guarda e desde dezembro do ano passado estão instaladas câmeras de segurança para monitoramento tanto da área dela quanto nas redondezas. A venda e consumo de drogas no local não acontece mais, assim como as ações de vandalismo e os pequenos furtos.

A Unidade de Pronto Atendimento (UP) 24h também recebe atenção especial à noite, quando há horário de pico no atendimento. No Centro Administrativo Municipal (CAM) também tem um trabalho específico de ronda, que garante a segurança do patrimônio. As rondas escolares durante todo o dia e à noite, também coíbem atos de vandalismo e a violência nas escolas municipais e estaduais e particulares.

Chencarek explica que a cidade ainda foi dividida em setores para sempre haver uma equipe responsável por cada região.

Ele ressalta ainda que a população tem um papel importante denunciando as ocorrências. “Nós pedimos à população, principalmente aquelas pessoas que moram próximas aos prédios e praças públicas, para nos ajudar a cuidar do patrimônio e também para denunciar quando ver qualquer ação de vandalismo”, lembra Vicente.

O alerta feito pelo comandante da Guarda Municipal é para que os moradores contribuam já que atos de vandalismo geram gastos aos cofres públicos com recursos que poderiam ser aplicados em outro lugar em benefício a todos.

A punição aos atos de vandalismo contra o patrimônio público está previsto no Artigo 163 do Código Penal e a pena é de multa e pena seis meses a três anos de prisão.

Os telefones da Guarda Municipal são o 3424-2309 e o 199. Não há necessidade de se identificar.


Voltar


Comente sobre essa publicação...