Semana On

Domingo 29.nov.2020

Ano IX - Nº 421

Coluna

Destiny

Cinco meses depois do seu lançamento o game continua recebendo atualizações e seu servidor ainda conta com muitos jogadores.

Postado em 13 de Fevereiro de 2015 - Rafael Naruto

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Destiny foi um dos primeiros jogos que comprei para Xbox One. Encontrei muitas análises boas e ruins do game, mas depois de experimentar o seu gameplay me convenci e depois de mais ou menos um mês desde que o comprei, consegui fechar o game.

Destiny consegue se aprofundar muito além de um simples jogo de tiro em primeira pessoa. A questão de permitir uma boa customização do seu personagem e atribuir alguns detalhes sobre ele conquista o carisma dos jogadores ao ponto de todos se esforçarem muito para não sofrerem baixas durante a campanha.

A história do game se passa em um futuro bem distante, típico do gênero de ficção científica em que você controla um guardião que precisa derrotar os decaídos e restabelecer a luz no espaço que se encontra consumido cada vez mais pela treva.

Com uma mistura de MMO (massive multiplayer online) e essências de RPG (role playing game), logo você se sente obrigado a evoluir os seus atributos para superar não só os inimigos, mas os seus amigos também.

Os cenários são amplos e os gráficos incríveis. A mecânica do jogo também é agradável, mas ficou bem melhor depois da atualização do controle para o Xbox One. Outro detalhe é a trilha sonora empolgante e a dublagem em português que ficou muito boa na minha opinião, já que em outros títulos dublados a experiência foi péssima como no Silent Hill Book of Memories para PS VITA.

Destiny as vezes se torna repetitivo demais, bastando atirar nos inimigos e solucionar alguns quebra cabeças simples. A estratégia de permanecer sempre online permite que outros players participem da sua campanha o que torna tudo interessante, porém você não conseguirá jogar se não estiver conectado na internet o que pode deixar algumas pessoas um pouco frustradas.

No link abaixo é possível conhecer um pouco da trama e o game está disponível para as plataformas PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One.

Destiny me agradou muito e consumiu boas horas para o meu entretenimento e me vejo agora forçado a adquirir as duas expansões do jogo e ver como a trama se desenrola. Destiny com certeza Vale um Play e o tema de encerramento pelo Paul McCartney - Hope For The Future é um espetáculo.


Voltar


Comente sobre essa publicação...