Semana On

Terça-Feira 13.abr.2021

Ano IX - Nº 438

Campo Grande

Campo Grande terá plantão de imunização durante o fim de semana com atendimento a novos públicos

Prefeitura ativa mais 11 leitos de UTI no Hospital Universitário para atendimento de pacientes com Covid-19

Postado em 02 de Abril de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande irá ampliar a vacinação contra a Covid-19 neste fim de semana com atendimento a novos públicos. Neste sábado (3) e domingo (4), serão vacinados os profissionais das forças de segurança e salvamento, em pontos específicos definidos pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau).

O Município recebeu na manhã de quinta-feira (01) aproximadamente 40,2 mil doses de vacina para dar continuidade a imunização dos idosos e estender para os demais públicos prioritários.

No sábado irão se vacinar exclusivamente profissionais pertencentes ao quadro efetivo da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com 41 anos ou mais, e que estejam previamente cadastrados, além de  servidores da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF). O atendimento a estas duas forças será feito somente no Polo de Vacinação Seleta. Os demais poderão ser vacinados em qualquer ponto de imunização elencado pela Sesau.

No domingo, o atendimento será exclusivo no Centro de Vacinação Guanandizão para servidores Guarda Cívil Metropolitana (GCM) e da Agência Municipal de Trânsito (Agetran) atuantes nas ações de fiscalização e vigilância.

Vacinados

Mais de cem mil pessoas já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Campo Grande desde o mês de janeiro, quando o primeiro lote dos imunobiológicos foram entregues ao município. A prefeitura tem adotado estratégias diversas para facilitar a vacinação da população, como a abertura de novos pontos e parcerias com convênios médicos, para reduzir o fluxo de pessoas nas unidades. 

O público que mais se vacinou são os de idosos acima de 75 anos, sendo aplicadas 43.424 doses; logo em seguida estão os trabalhadores da saúde, com 38.192 doses. E, apesar de ainda não estar aberta para todas as faixas etárias, os idosos entre 65 e 74 anos ocupam a terceira colocação, com 35.774 doses aplicadas até às 8h desta terça-feira (30), data que é aberta a vacinação de pessoas com 66 anos. 

“Nós estamos seguindo o Plano Nacional de Imunização e ainda assim somos uma das capitais do país em que a vacinação está mais avançada”, comemora o secretário municipal de saúde, José Mauro Filho. 

Os idosos de 66 anos que começam a receber suas doses hoje podem procurar uma das 55 unidades de saúde que estão com as salas de vacina abertas das 13h às 17h exclusivamente para imunização contra a doença provocada pelo novo coronavírus, ou um dos outros quatro pontos de vacinação que funcionam o dia inteiro: Drive-thru do Parque Ayrton Senna, Centro de Vacinação do Ginásio Guanandizão, Seleta e IMPCG. 

Novos leitos

A Prefeitura de Campo Grande está ativando mais 11 leitos de terapia intensiva (UTI) no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap) para atendimento de pacientes com coronavírus (Covid-19). Ao todo, o hospital passará a contar com 18 leitos para atendimento da população.

O Município destinou cinco respiradores para o hospital, a fim de viabilizar o funcionamento dos leitos. A expansão será fundamental para desafogar outras unidades hospitalares, como o Hospital Regional Rosa Pedrossian (HRMS), referência no atendimento a pacientes com Covid-19, além de atender a demanda das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Centros Regionais de Saúde (CRSs) da Capital,

A Prefeitura tem mantido tratativas com as unidades hospitalares para aumentar o número de leitos a serem disponibilizados à população, visando assim garantir o tratamento tanto de pessoas que estão infectadas pelo novo coronavírus, quanto para aqueles que necessitam de internação por quaisquer outros motivos. 

Nos último mês foram ativados 39 novos leitos, sendo 12 leitos de UTI exclusivos para pacientes SUS na Clínica Campo Grande, 7 semicríticos no Hospital de Câncer,  10 no Hospital do Pênfigo e 10 leitos de UTI no Hospital EL Kadri. Há ainda a expectativa de abertura de 15 leitos de retaguarda (clínicos) no Hospital São Julião. Outros 120 leitos foram destinados para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19 na Santa Casa, sendo 90 leitos clínicos e 30 leitos de terapia intensiva.

Desde o início da pandemia, a Prefeitura tem trabalhado na estruturação da rede de assistência para garantir o atendimento adequado à população, desde a Atenção Primária à Especializada. O número de leitos de UTI foi triplicado, saindo de 116 para os atuais 344  leitos de terapia intensiva e semicríticos contratualizados na rede pública, privada e filantrópica.

Além da ampliação dos leitos, o município adotou diversas  medidas com o objetivo de  frear a disseminação do vírus, como a implantação de barreiras sanitárias, desinfecção de ruas e terminais e intensificação das ações de fiscalização.


Voltar


Comente sobre essa publicação...