Semana On

Domingo 11.abr.2021

Ano IX - Nº 438

Mato Grosso do Sul

Eduardo Riedel: 'Investimentos vão promover grandes mudanças na logística de toda a região Sudoeste'

Governo do Estado pavimenta 87 km da Rota Apaporé

Postado em 30 de Março de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Projetada no início da década de 1980 pelo ex-governador Pedro Pedrossian ao abrir um eixo rodoviário que denominou de Apaporé - interligando as regiões de fronteira com o Paraguai, desde o Rio Apa, e o vazio do Cerrado, na divisa com Goiás -, a rodovia MS-382 está em obras para execução de 87,58 km de pavimentação. O trecho compreende Guia Lopes da Laguna aos entroncamentos com as MS-270 e MS-166, em direção a Antônio João e Ponta Porã.

Estratégica como rota do Corredor Bioceânico, reduzindo tempo e custo de transporte no escoamento e exportação de grãos das regiões Sul e Sudoeste pelos portos de Porto Murtinho e do Chile, a MS-382 integra o pacote de obras viárias do Programa Governo Presente, lançado em 2019 pelo governador Reinaldo Azambuja. Serão investidos R$ 226 milhões, incluindo a restauração de 91,4 km, com o primeiro trecho de implantação asfáltica já contratado.

Para o secretário estadual de Infraestrutura (Seinfra), Eduardo Ridel, os investimentos em obras estruturantes vão promover grandes mudanças na logística de toda a região Sudoeste. "É um novo eixo, um novo canal para o desenvolvimento do Estado que tem recebido investimentos que transformam Mato Grosso do Sul", disse. "O governo começou com este enfoque deste 2015, em pensar o Estado de uma maneira diferente", completa.

A pavimentação de 87,58 km da MS-382 – a rodovia dá acesso ao Pantanal do Nabileque, em Porto Murtinho, a Oeste, passando pelo centro urbano de Bonito – foi autorizada em fevereiro pelo governador Reinaldo Azambuja, em visita à região. O pacote inclui o recapeamento de 53 km entre Guia Lopes e Bonito, único acesso hoje pavimentado em direção a Capital do Ecoturismo partindo de Campo Grande, obra em processo de licitação.

A MS-382 é também estratégica dentro do cenário que se desenha para o fomento do turismo na região com o Corredor Bioceânico, interligando-se à BR-267 (Jardim-Porto Murtinho) e à BR-262 (Miranda e Corumbá). “O Paraguai já é o maior emissor de turistas do Mercosul a Bonito”, informa Augusto Barbosa Mariano, presidente do IDB (Instituto de Desenvolvimento de Bonito). “O Governo do Estado tem sido um grande parceiro ao viabilizar essa logística.”

“Vamos levar infraestrutura e interiorização a toda essa região, de Guia Lopes a Cabeceira do Apa (Ponta Porã) e Itahum (Dourados), interligando com o bolsão de produção da região Sul, proporcionando desenvolvimento e maior competitividade aos nossos produtos”, afirma Reinaldo Azambuja. “A gente fica muito contente por trazer essa infraestrutura, sonhada lá atrás, num momento de grandes transformações em curso com a Rota Bioceânica.”


Voltar


Comente sobre essa publicação...