Semana On

Segunda-Feira 01.mar.2021

Ano IX - Nº 432

Campo Grande

Governo habilita empresas interessadas em fazer a reforma do Parque dos Poderes

Obra com previsão de investimento de R$ 19 milhões será a primeira revitalização do local após sua criação

Postado em 27 de Janeiro de 2021 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Governo estadual publicou, no último dia 26, a habilitação das empresas interessadas em realizar a primeira revitalização da história do Parque dos Poderes, que terá um investimento previsto de R$ 19 milhões, para restauração do pavimento, drenagem das águas pluviais, urbanização e implantação de ciclovias e acessibilidade de calçadas.

Foram habilitadas pela Comissão Permanente de Licitação de Obras da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) as empresas Engepar Engenharia e Participações Ltda. e a Caravaggio Construtora Ltda. Foi aberto um prazo de cinco dias úteis para eventuais recursos.

A próxima fase será a abertura das propostas, que irá ocorrer no dia 03 de fevereiro, a partir das 14h, na sede da Agesul. A empresa escolhida firmará contrato com o governo estadual, para dar início as atividades no Parque dos Podres.

O projeto lançado pelo governador Reinaldo Azambuja em dezembro do ano passado terá o recapeamento de 110 mil m² de ruas, com 4 quilômetros de pista de caminhada e corrida, para as pessoas que fazem exercícios diários no local, assim como aquelas que usam o espaço nos finais de semana para atividades de lazer no programa “Amigos do Parque”.

A reforma ainda terá 4,2 quilômetros de ciclovia no canteiro central, além de acessibilidade para as pessoas com deficiência, paisagismo, três estações de ginástica e 70 bancos de descanso, tendo à disposição três estações de ginástica.

Melhores condições

Sérgio Dalligna, de 74 anos, que faz caminhada diariamente no Parque dos Poderes, disse que esta reforma do governo vai ajudar muito as pessoas que usam o espaço para fazer exercícios. “Muito bom ter esta obra de reforma aqui, até porque muitas pessoas aproveitam a estrutura e o contato com a natureza para andar e correr”, descreveu.

Neusa Leite, de 58 anos, que mora no Residencial ao lado do Parque, também ficou muito feliz com a obra, principalmente em relação as pistas para corrida e ciclovia. “Sempre vou de bicicleta ou faço caminhada para ir ao serviço e utilizo todo este espaço, por isto esta reforma e melhorias será imprescindível”.

A jornalista Heloise Gimenes, 39, que mora no bairro ao lado, recebeu a notícia da reforma no Parque com surpresa e alegria, já que utiliza o espaço para caminhada de segunda a domingo. “Faço caminhada todo os dias aqui e com esta reforma a estrutura para fazer os exercícios vai melhorar muito”.

Mesma opinião de Paulo César de Oliveira, 51, que faz corrida no Parque dos Poderes ao menos três vezes por semana. “Eu moro aqui perto, mas trabalho do outro lado da cidade, no entanto sempre encontro tempo para fazer minha corrida. Esta reforma vai nos ajudar muito e tornar o local ainda mais agradável”, ressaltou.

Estrutura

A obra ainda vai dispor de reforma dos estacionamentos, lixeiras e instalação de 41 abrigos nos pontos de ônibus para dar melhores condições aos servidores estaduais que utilizam o transporte coletivo, além de um centro de apoio ao usuário com banheiros masculinos, femininos e adaptados para as pessoas com deficiência.

O governador Reinaldo Azambuja garantiu que toda revitalização será sem desmatamento e que a preocupação da gestão é preservar a vegetação, que segundo ele, trata-se de um patrimônio histórico de Mato Grosso do Sul.

“Há tempos nos pediram que fizéssemos um projeto de revitalização de todo o Parque dos Poderes. Esse parque começou a funcionar em 1982. O saudoso governador Pedro Pedrossian mudou todas as estruturas governamentais aqui para dentro. De lá para cá nunca passou por uma revitalização”, declarou o governador.

Reinaldo Azambuja lembrou que além de ser a sede administrativa do governo, o Parque dos Poderes é de todos os sul-mato-grossenses e que para construir o projeto, vários setores foram ouvidos. “Será uma nova estrutura que além de embelezar, vai criar uma condição melhor para quem usa aqui para atividade de lazer, entretenimento, confraternização e prática esportiva”.

O diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Miranda, descreveu a preocupação do governo em pensar nas pessoas na hora de definir os pontos da revitalização. “A obra vai atender todas as funções do local, desde a parte administrativa, como melhores condições aos servidores e as pessoas que usam o espaço para atividades esportivas”.

Conforme Miranda, a pista de caminhada e ciclovias vão atender aos princípios mais modernos de mobilidade urbana. “Também temos que dar destaque aos espaços de descanso aos servidores e a preocupação com a acessibilidade”.

Criado a quase quatro décadas, o Parque dos Poderes que dispõe da sede dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e do Ministério Público, vai contar com sua primeira reforma na sua história, tendo os cuidados com a preservação do meio ambiente.


Voltar


Comente sobre essa publicação...