Semana On

Quinta-Feira 06.mai.2021

Ano IX - Nº 441

Legislativo

Prof. João Rocha destaca 90 anos da instituição do voto feminino no Brasil: ‘um marco’

O direito ao voto das mulheres foi instituído em 1930 pelo então presidente Getúlio Vargas

Postado em 04 de Novembro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Prof. João Rocha, destacou os 90 anos da instituição do voto feminino no Brasil, celebrados no último dia 3. A data foi lembrada durante a sessão ordinária e coincidiu com uma Moção de Congratulações, assinada em nome da Casa, destinada a coronel Neidy Nunes Barbosa Centurião, que se tornou a primeira mulher a ser promovida ao mais alto posto da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul.

“Há 90 anos, a mulher passou a ter direito a votar. A data é um marco na evolução não apenas dos direitos da mulher, mas no avanço da democracia em nosso país. É uma data extremamente importante, e fica muito adequada essa moção em reconhecimento a importância das mulheres em nosso processo democrático”, afirmou o parlamentar.

O direito ao voto das mulheres foi instituído em 1930 pelo então presidente Getúlio Vargas, mas com restrições: apenas mulheres casadas e com autorização do marido poderiam votar, por exemplo. O direito tornou-se irrestrito e amplo somente em 1934, com nova reforma no Código Eleitoral.

“As mulheres trouxeram um novo perfume, um olhar mais sensível para as questões da sociedade. Devemos defender que mulheres ocupem mais cargos públicos e participem ativamente das políticas públicas, só assim teremos uma sociedade mais justa e igualitária”, concluiu Rocha.

Em Campo Grande, maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul, são 612.487 votantes. Destes, 54% são do sexo feminino. 

Na Câmara Municipal, a importância das mulheres no processo político está destacada no principal plenário da Casa, que leva o nome de Oliva Enciso, a primeira mulher vereadora de Campo Grande, que presidiu a Casa de Leis de 05 a 28 de janeiro de 1958 e em 1959.


Voltar


Comente sobre essa publicação...