Semana On

Quarta-Feira 25.nov.2020

Ano IX - Nº 420

Cultura e Entretenimento

Som da Concha deste fim de semana traz diversidade de gêneros musicais

Por causa da pandemia os shows deste ano estão sendo exibidos em formato de live no Youtube

Postado em 29 de Outubro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Som da Concha do próximo fim de semana traz sons variados para os amantes da música regional. Neste sábado (31) sobem ao palco Renan and The Kings, às 18 horas, e o multi-instrumentista Ivan Cruz, às 19 horas; no domingo, dia 1º de novembro, é a vez de Guilé, às 18 horas e Aurélio Miranda, às 19 horas. O Som da Concha será transmitido ao vivo pelo YouTube no canal da Fundacaodeculturaoficial.

Primeiro ao subir ao palco no sábado, o trio Renan and The Kings traz o show Poesia de Bar, que passeia pelos clássicos do blues, Funky e Rock and Roll nacional e internacional. Além de diversas releituras o show conta com músicas regionais do nosso estado (MS) e também música autoral, tudo com muito groove e energia.

Com Caio César da Cunha Dutra na guitarra e voz;  Hayson Gimenez no baixo e Renan Heimbach Vieira na bateria e voz, Renan and The Kings apresentam um repertório swingado, com muito groove e energia, pra ninguém ficar parado.

O músico Guilé e sua banda trazem ao Som da Concha o show Respiro, que representa o lançar-se ao mundo da música. Guilé assume e mostra  todas as suas imperfeições enquanto artista em eterna formação, vive o processo de conexão com o público de forma natural e paciente e relembra, a todo o momento, o real motivo de estarmos ali: a música como união. Consigo, com o próximo, com o Todo.

O lirismo de suas canções é gerador de questionamentos, suscita a arte como posicionamento, repleta de sentido e difusora de conhecimento. A sonoridade de Respiro incorpora diversas fontes de inspiração: folk, maracatu, samba, congado mineiro e outros ingredientes se misturam e interagem, manifestando o desapego do artista em adequar-se a um estilo musical específico e cultivando o olhar atento às experiências vividas.

Já no domingo, dia 1º de novembro, o músico Ivan Cruz apresenta em seu show as músicas compostas para o seu primeiro álbum de música instrumental autoral. São obras criadas a partir de um ideal de liberdade artística e formal, que representam boa parte da trajetória e preferências musicais do compositor, e também a busca por um repertório único e portador de certa identidade.

Como reflexo da vivência em ambientes musicais por vezes bastante distintos, as composições expressam por um lado os valores artísticos mais comuns da academia e dos círculos da música erudita, através das técnicas e possibilidades instrumentais que exploram, além das concepções e conhecimentos que as motivaram, e por outro lado elementos mais próprios da cultura popular, como os ritmos fortes, harmonias jazzísticas e melodias inspiradas por músicas folclóricas.

Aurélio Miranda sobe ao palco do Som da Concha às 19 horas deste domingo, 1º de novembro. Cantor e compositor que participou de diversos festivais, nos quais sempre foi vencedor, tornou-se conhecido em um deles, com a sua música de maior sucesso: Estrada de Chão.

Já gravou sete obras musicais, sendo seis LPs e CDs e um DVD com apoio da Lei de Incentivo à Cultura. Divulga com veemência a cultura da terra. É sem dúvida um dos maiores representantes da música sul-mato-grossense. Sucessos como Estrada de Chão, Minha História, Peão, Flor da Fronteira e Mercedita vão ser tocadas no show do Som da Concha.

Serviço

Por causa da pandemia os shows deste ano estão sendo exibidos em formato de live no Youtube oficial da Fundação de Cultura de MS (https://cutt.ly/5gzIGH3), obedecendo as normas de biossegurança. Os shows acontecem no sábado (31 de outubro) e no domingo (1º de novembro) a partir das 18 horas na Concha Acústica Helena Meirelles.


Voltar


Comente sobre essa publicação...