Semana On

Quarta-Feira 21.out.2020

Ano IX - Nº 415

Coluna

Lista de candidatos de Campo Grande tem Lagartixa, Palhaço, Tchê Tchê Tchê...

As notícias que fizeram a semana política em MS, com Marco Eusébio

Postado em 30 de Setembro de 2020 - Marco Eusébio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Nas eleições deste ano em Campo Grande há 729 candidatos à Câmara dos Vereadores usando apelidos para chamar a atenção do eleitor, informa o Correio do Estado. Dentre eles, têm o Alfredo Lagartixa e o Chico do Frango (ambos do Cidadania), o Tchê Tchê Tche e o Palhaço Goiabinha (ambos do PV), o Bala de Prata (DEM), o Fernando Metamorfose (Rede) e o Betinho da Ducha (PSC), além de outros já conhecidos de eleições passadas, como o sempre candidato Filho do Padre e o Acumulou (SD). Tem também os que pegam carona em nomes de políticos famosos, como Clodoaldo Dias Guimarães, que adotou o codinome de Clodoaldo Bolsonaro (PMN). O Brizola (PDT) nem precisou inventar: o nome de batismo dele é Luiz Alberto Brizola Otero. O site do jornal (leia mais aqui) diz ainda que há vários candidatos que usam a profissão no nome, como professor, policial, médico etc., e cita ainda apelidos de candidatos do interior, como o Cidão do Alho (MDB) e o Coca da Construção (SD) de Dourados.

Simone vai aguardar Celso de Mello sair do STF para sabatinar indicado de Bolsonaro

Depois de o presidente Jair Bolsonaro confirmar que será publicada hoje no Diário Oficial a indicação do desembargador do TRF1 Kassio Marques para o Supremo Tribunal Federal (veja aqui), a senadora Simone Tebet (MDB-MS), que preside a CCJ do Senado, por onde passam todas as indicações, disse hoje no Twitter: "Em respeito ao Min. Celso de Mello, aguardaremos sua aposentadoria oficial, em 13 de outubro, para realizar a sabatina do indicado à vaga no STF. Em função da pandemia, a data dependerá de acordo dos líderes partidários, por se tratar de votação secreta e presencial. Aguardarei a mensagem oficial e o despacho da Mesa Diretora do Senado para, como presidente da CCJ, indicar o relator e dar prosseguimento ao rito da sabatina do indicado à vaga no STF".

Três cidades de Mato Grosso do Sul têm mais eleitores do que moradores

Três municípios de Mato Grosso do Sul têm mais eleitores do que habitantes, aponta levantamento feito pelo site Campo Grande News ao comparar dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do IBGE. A maior diferença é em Costa Rica, com 21.142 habitantes conforme estimativa divulgada em agosto deste ano pelo IBGE, e 22.377 eleitores segundo o TSE, o que significa 1.235 votantes a mais do que o número de moradores. Selvíria tem 6.965 eleitores, 423 a mais do que seus 6.542 habitantes; e Novo Horizonte do Sul tem 3.684 moradores e 3.940 eleitores, 256 a mais votantes do que residentes. Há também cidades com diferença mínima, como Jateí, com 4.021 habitantes e 3.996 eleitores, o que significaria que só 25 moradores não têm título de eleitor. Isso só seria possível se até crianças e jovens com menos de 16 anos estivessem aptas a votar. Veja aqui os números dos 79 municípios.

Em MS, candidato faz desabafo sobre 'eleitor profissional' pedir 'ajuda' por voto

Em Ribas do Rio Pardo, cidade 79 km distante de Campo Grande, o ex-secretário municipal de Finanças Paulo Rogério Bernardes, candidato do PTB a uma vaga de vereador na cidade, recebeu uma mensagem pelo Facebook de uma moradora do município pedindo materiais de construção para concluir um imóvel nos fundos do terreno da mãe.

Sem citar nome da eleitora, ele publicou o texto na rede social e fez um desabafo: "Normal e corriqueiro ver eleitor se indignar com atitudes de certos candidatos. Agora pergunto: pode o candidato no primeiro dia de campanha se indignar com 'eleitor profissional'? ???????????????? Vender o voto é crime também".

Paulo Rogério disse que, além dele, outros candidatos receberam a mesma mensagem. O candidato informou ainda que o marido da mulher tento coagi-lo a retirar a publicação, também por mensagem no Facebook, ameaçando ir à polícia.

"Ele foi na delegacia e tomou um sermão do plantonista", contou Paulo. Infelizmente, a venda de votos sempre foi tradição no Brasil, mas poucos políticos reclamam. Não há legislação específica para punir esse tipo de eleitores, nem suspender seus títulos eleitorais, o que permite que vendedores e compradores prossigam fazendo da democracia um balcão de negócios a cada dois anos, o que torna raro o tipo de denúncia feito pelo candidato de Ribas.

Siqueira derruba convenção de Trutis na Justiça e vira candidato do PSL na Capital

O vereador Vinícius Siqueira será o candidato do PSL à Prefeitura de Campo Grande. A decisão foi tomada pela juíza da 44ª Zona Eleitoral da cidade, Joseliza Alessandra Vanzela Turine, ao acatar recurso impetrado pelo vereador contra a convenção do partido que, sob comando do próprio Loester, havia decidido por unanimidade, em votação fechada, pela candidatura do deputado, sem que Siqueira pudesse participar, embora tivesse direito a voto. Na decisão, a juíza reconheceu como inválidos os votos dados ao "Tio Trutis" pelo vice-presidente da comissão provisória municipal que era por ele comandada, do primeiro-secretário e do tesoureiro, e reconheceu o voto de Siqueira. A magistrada também determinou que o PSL decida quem será candidato a vice da chapa e deu prazo de 24h ao partido para retificação da ata e regularização das candidaturas. Siqueira aproveitou o primeiro dia de campanha neste domingo para publicar a imagem acima no Facebook anunciando sua candidatura, após receber a decisão da Justiça Eleitoral.


Voltar


Comente sobre essa publicação...