Semana On

Quarta-Feira 21.out.2020

Ano IX - Nº 415

Mato Grosso do Sul

Cerca de 160 mil crianças devem ser vacinadas neste mês de outubro

Começa no dia 5 e segue até o dia 30 de outubro, a campanha de multivacinação, em que os pais poderão atualizar em um único dia, a Caderneta de Vacinação de seus filhos

Postado em 30 de Setembro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

As campanhas de imunização contra a poliomielite e de atualização da caderneta, chamada de multivacinação, irão começar na próxima segunda-feira (5) em todo o Estado. Serão público alvo das duas campanhas as crianças e adolescentes de até 15 anos de idade.

Poderão se vacinar contra a pólio, aquela da gotinha, as crianças com idades entre 12 meses e menores de 5 anos de idade. As últimas campanhas de prevenção à paralisia infantil, doença provocada pela poliomielite, aconteceram em 2015 e 2018.

Crianças e adolescentes de até 15 anos devem comparecer às unidades de saúde para confirmar se as carteiras de vacinação estão em dia e, caso não esteja, tomar as doses que estão em aberto. Como as duas campanhas são de imunobiológicos que estão presentes no calendário vacinal da criança, não há meta estipulada para o público a ser vacinado.

No dia 17 de outubro, sábado, todas as 71 unidades básicas de saúde (UBSs) e unidades de saúde da família (USFs) de Campo Grande estarão abertas para atender ao público que não consegue comparecer aos locais de vacinação durante a semana.

Metas

A meta é vacinar cerca de 160 mil crianças em todo o Estado.

Atualmente, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) oferece 18 vacinas para crianças e adolescentes.

Para as crianças estarão disponíveis a vacina BCG; Hepatite B; Poliomielite 1,2,3 (VIP - inativada); Poliomielite 1 e 3 (VOP - atenuada); Rotavírus humano G1P1 (VRH); DTP+Hib+HB (Penta); Pneumocócica 10 valentes; Meningocócica C (conjugada); Febre Amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba, Rubéola (SCR); Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela (SCRV); Hepatite A (HA); Difteria, Tétano, Pertussis (DTP); Difteria, Tétano (dT); Papilomavírus humano (HPV); Varicela e pneumocócica 23-valente (Pncc 23*).

Já para os adolescentes a vacina Hepatite B (HB recombinante); Difteria, Tétano (dT); Febre amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba e Rubéola (SCR); Papilomavírus humano (HPV); Meningocócica ACWY (conjugada) e Pneumocócica 23-valente (Pncc 23).

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) chama a atenção sobre a importância da imunização como uma forma de garantir o controle e eliminação das doenças imunopreveníveis como por exemplo, da pólio, rubéola e da síndrome da rubéola congênita.

Lembrando que serão adotadas todas as medidas de proteção recomendadas pela SES e pelo Ministério da Saúde para minimizar o risco de infecção pelo vírus durante a vacinação. No dia 17, está programada uma mobilização nacional de vacinação.


Voltar


Comente sobre essa publicação...