Semana On

Terça-Feira 27.out.2020

Ano IX - Nº 416

Campo Grande

Aulas presenciais do Ensino Médio da rede privada de Campo Grande devem voltar no dia 19 de outubro

Ministério Público aceitou a proposta das escolas particulares

Postado em 29 de Setembro de 2020 - G1MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Ministério Público Estadual (MP-MS) em reunião com representantes das escola aceitou na quinta-feira (1º) propostas das instituições para o retorno das aulas presenciais do Ensino Médio, na rede particular, a partir do próxima dia 19 de outubro.

A promotora Vera Aparecida Frost falou sobre a decisão que deve ser publicada em um decreto da prefeitura de Campo Grande nos próximos dias.

“Vai ser feito um decreto municipal autorizando o retorno das aulas presenciais na rede privada, Ensino Médio. Primeiro, segundo e terceiro anos. Considerando a questão de saúde, com a redução do número de casos de Covid-19 em Campo Grande e a taxa de ocupação de leitos para a doença e SARS estar em 70%, segundo o boletim epidemiológico. Então considerando esses critérios técnicos e de saúde e também a necessidade do direito fundamental das crianças voltarem as escolas, o MP-MS concordou com esse retorno”, disse.

O presidente da Associação das Escolas Particulares, Lúcio Rodrigues Neto, também falou sobre o retorno. “Nosso objetivo com o retorno do Ensino Médio é atender aos alunos que estão em preparação para o vestibular e para o programa de Avaliação Seriada da UFMS. Esse retorno será conforme aconteceu na Educação Infantil, de forma gradativa, expontanea, onde cada pai poderá decidir se o filho frequentará as aulas presenciais ou continuará com as aulas remotas”.

Em nota a secretaria municipal de Saúde, diz que ficou acertado do retorno das aulas do Ensino Médio na rede privada a partir do dia 19 de outubro e que as regras serão publicadas em um decreto nos próximos dias.

Confira a íntegra da nota da Sesau sobre o assunto:

"Nessa reunião foi tratado apenas a possibilidade de retorno das aulas do Ensino Médio, nos mesmos moldes do que acontece no Ensino Infantil e Berçário. As escolas solicitaram o aumento da capacidade de 30% para 50% e o retorno também de crianças de até 7 anos, com as recomendações dadas pela Sesau será repassado o pedido à prefeitura para análise do grupo técnico sobre a possibilidade de aumento da capacidade e abertura do primeiro ano do ensino fundamental. O que está acertado é somente o retorno das aulas do Ensino Médio, a partir de 19 de outubro, com as regras que serão publicadas em decreto ainda."


Voltar


Comente sobre essa publicação...