Semana On

Domingo 11.abr.2021

Ano IX - Nº 438

Campo Grande

Apesar da autorização de reabertura, cinemas de Campo Grande permanecerão fechados

Assessorias dos três cinemas informaram que ainda não há uma data definida para a reabertura e quando isso ocorrer serão seguidos os protocolos definidos pelo Município

Postado em 29 de Setembro de 2020 - Ricardo Freitas - G1 MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Apesar da autorização da prefeitura que começou a valer no último dia 28, os três cinemas de Campo Grande nos shoppings Norte Sul Plaza, Bosque dos Ipês e Campo Grande permanecerão fechados. As assessorias informaram que ainda não há uma data definida para a reabertura e quando isso ocorrer serão seguidos os protocolos definidos pelo Município.

Quatorze estabelecimentos do ramo de entretenimento de Campo Grande entregaram o termo de comprometimento, e com isso, podem reabrir a partir deste segunda-feira.

O plano de reabertura gradual das atividades econômicas e sociais na capital começou em a abril e foi divido em três etapas: baixa, média e alta/altíssima complexidade.

Nesta segunda, ficou autorizado a reabertura da etapa três, o que inclui cinemas, clubes, shows, boates e outros estabelecimentos similares. Essas atividades estão fechadas há mais de seis meses.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e Gestão Urbana de Campo Grande, Luiz Eduardo Costa, cada local precisa apresentar um plano rigoroso de biossegurança, com responsável técnico, além de assinar um termo de responsabilidade com Município.

“Cinco dias antes do evento o estabelecimento precisa apresentar o plano de biossegurança e responsabilidade técnica. Dentro de um cinema, por exemplo, ele vai seguir toda uma referência e uma série de pedidos. Um deles que é bem complexo é o ar condicionado, que tem que ter filtros, uma séria de providências para que o local esteja seguro”, comentou o secretário.

O comitê de enfrentamento a covid informou que percebeu que pessoas estavam alugando chácaras, fazendo festas clandestinas, enquanto os empresários que tinham condições de fazer eventos com segurança estavam proibidos.


Voltar


Comente sobre essa publicação...