Semana On

Domingo 24.jan.2021

Ano IX - Nº 427

Campo Grande

Campo Grande terá instalação de 70 mil luminárias de LED em 10 meses

Parque dos Poderes também receberá nova iluminação

Postado em 27 de Agosto de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura vai investir R$ 41,6 milhões, ao longo dos próximos 10 meses, na instalação de 70 mil luminárias de LED, que substituirão as de vapor de sódio. Com este planejamento, até maio de 2021 praticamente toda a iluminação pública da cidade (97,5%) será com LED, com o número de lâmpadas passando de 51.200 mil para 117 mil. 

Pelo planejamento da Divisão de Iluminação Pública da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), serão instaladas 10 mil lâmpadas por mês.  O cronograma foi definido levando em conta a capacidade de entrega da indústria para a vencedora da concorrência, a Elétrica Radiante Materiais Elétricos.  

A empresa arrematou os seis lotes, oferecendo o menor preço entre as 11 empresas participantes do certame.  A disputou gerou uma economia de R$ 27.838.200,00 com queda de 40,05% no orçamento de referência (R$ 69.504,00 para R$ 27.838.200,00).

Serão adquiridas 10 mil lâmpadas de maior potência (200 W); 30 mil de 100 w e 30 mil de 100 w.  As de 200 w serão instaladas em super postes instalados em avenidas; as de 100 w em parques e praças e as de 150 w na iluminação pública das demais ruas.  Desta vez, a partir da avaliação dos engenheiros eletricistas da Sisep e dos próprios moradores, não foram adquiridas lâmpadas de 50 w, optou-se por lâmpadas de maior luminosidade. 

Embora o número de luminárias de LED já instaladas, corresponda a aproximadamente 40% da  iluminação pública da cidade, já tem garantido economia de consumo de energia que é revertido em mais investimento para substituição das lâmpadas de sódio. O consumo registrado em maio deste ano (5.668.953,00 kWh) é 26% menor que o de igual de período de 2018 (7.522,74 kWh),   

Economia

O estudo de viabilidade técnico-econômica elaborado em 201’7 pela Divisão de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) mostra que o gasto médio com energia elétrica por luminária, onde há a substituição, cai 42,72%, de R$ 28,86 para R$ 16,53 por lâmpada, enquanto a despesa com a manutenção tem redução de 65,97%, de R$ 14,05 para R$ 4,78.

Esta economia é possível porque enquanto uma lâmpada a vapor de sódio funciona de 15 a 30 mil horas, precisando ser substituída, aproximadamente quatro anos após ser instalada, as de led podem durar até 50 mil horas, ou equivalente a 12 anos de vida útil, gerando economia com mão de obra e material.

Parque dos Poderes

As luminárias das principais Parque dos Poderes de lâmpadas vapor de sódio e respectivos reatores também serão substituídas por luminárias de led. A parceria entre o Governo do Estado e a Energisa, por intermédio da Secretaria de Estado de Infra-Estrutura (Seinfra), foi assinada no último dia 25.

O Projeto de Eficiência Energética no Parque dos Poderes soma R$ 970.793,73, é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel​) e desenvolvido pela Energisa, no programa que incentiva o uso adequado e eficiente da energia elétrica​, sem desperdícios.

A previsão é que as obras comecem em novembro. Além da economia estimada em 1.046,57 MWh/ano, a nova iluminação irá garantir mais segurança aos servidores que trabalham nos blocos administrativos situados em meio à reserva florestal e também aos pedestres que utilizam as pistas do Parque dos Poderes para práticas esportivas e passeios no fim de semana. 

Para o governador Reinaldo Azambuja a mudança na iluminação do Parque dos Poderes representa o início da revitalização total, proporciona segurança e é símbolo de uma economia sustentável. “Além da iluminação de led, mais clara e abrangente, além de econômica, o Parque receberá outras obras, que compõe a lista de investimentos do Governo Presente, incluindo calçamento, asfalto, acessibilidade, sinalização, revitalização, entre outras iniciativas”, reforça Azambuja.

 “Celebramos juntos com a nossa cidade essa parceria, que é de grande satisfação para a concessionária. Iremos substituir uma tecnologia antiga por outra mais moderna, já que as lâmpadas LED têm mais durabilidade e são também mais eficientes. Depois de instaladas, todos irão perceber que o grande ganho de luminosidade no Parque dos Poderes promove também mais segurança”, afirmou diretor-presidente Marcelo Vinhaes.

Nas proximidades, estão instalados os prédios da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Palácio das Comunicações, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal de Contas e Quartel da Policia Militar. As avenidas Afonso Pena e Mato Grosso dão acesso à reserva que, além de abrigar a nascente de córregos, apresentam extensa área de vegetação nativa onde espécies da fauna regional são preservadas em seu habitat natural.


Voltar


Comente sobre essa publicação...