Semana On

Terça-Feira 22.set.2020

Ano IX - Nº 411

Mato Grosso do Sul

Três Lagoas terá voo direto para SP a partir de setembro

Expectativa é de incremento para o turismo de negócios da região

Postado em 21 de Agosto de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A partir de 6 de setembro, a cidade de Três Lagoas terá um voo direto para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A ação faz parte das estratégias da FundturMS para a retomada do turismo, que já contribuiu para a volta de 94% da malha aérea em Mato Grosso do Sul neste período da pandemia.

Segundo Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS, esse voo conectando Três Lagoas ao principal centro emissor do país irá auxiliar no incremento do Turismo de Negócios na região da Costa Leste. “Nossas estratégias, aliadas ao aumento da oferta de voos de companhias aéreas regionais, como a Voepass, contribuem para a melhoria da conectividade de cidades importantes como Três Lagoas. Além do voo de Dourados, que também é um importante centro do agronegócio e que já possui conexão com São Paulo, esse novo voo fomentará ainda mais a economia do estado”, ressalta.

Os voos serão às terças-feiras às 9h40 com retorno às 11h05. Quintas-feiras às 10h30 com viagem de volta às 12h. A operação será pela companhia VOEPASS Linhas Aéreas, que também faz conexões aéreas em Dourados.

Atendendo às recomendações da ANAC, ANVISA e das autoridades mundiais de saúde, as operações da VOEPASS estão cumprindo medidas especiais de limpeza e sanitização das aeronaves e plano de organização para embarque e desembarque, além da possibilidade de check-in com bilhete eletrônico.

Manutenção e captação de novos voos

Há cerca de seis meses, vários setores da economia brasileira vêm enfrentando uma crise sem precedentes, instaurada pela pandemia do novo coronavírus. O turismo é um dos mais prejudicados e a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul trabalha com estratégias para que o impacto no setor possa ser amenizado. Uma dessas estratégias é o constante relacionamento com as companhias aéreas para a manutenção e captação de novos voos.

A Fundação de Turismo, juntamente com o programa Decola MS, investe regularmente no relacionamento com as companhias aéreas. “O nosso bom relacionamento mostra que estamos no caminho certo para auxiliar a recuperação da malha total e também incluir novos voos, como é o caso de Curitiba direto para Campo Grande, além de voos importantes que retornam como Belo Horizonte/Campo Grande. Continuamos trabalhando firmes e fortes para ter novas conexões e não apenas recuperar os voos. Queremos diversificar ainda mais os mercados emissores para Mato Grosso do Sul. Naturalmente contamos com o reaquecimento do mercado e dependemos de condicionantes externas para que os voos se mantenham, mas teremos ações de promoção para potencializá-los”, afirma Wendling.

Com a Latam, a capacidade de transporte aéreo de passageiros em MS era de 158.830 no período de agosto a setembro de 2019. Nesse mesmo período em 2020 já temos programados voos com capacidade de transporte de 114.108 passageiros, ou seja, 72% da capacidade recuperada com a companhia aérea LATAM, um número relevante em meio à pandemia.

No período de agosto a dezembro, junto à companhia aérea Gol, Mato Grosso do Sul recuperou a capacidade de transporte de passageiros com Guarulhos, que é o maior hub do país. Isso nos dá mobilidade e conectividade, ainda que em um cenário onde as restrições de malha do país apresentem uma queda na ordem de 60% e a expectativa da ANAC seja de o país recuperar 40% de sua malha aérea, em relação ao ano de 2019.

A rota de Brasília foi recuperada com a companhia GOL, o que nos dá conectividade com as regiões Norte e Nordeste. Ainda que com uma demanda reprimida no cenário Brasil, o MS retoma conectividade com cia aérea Latam nos principais mercados emissores e hubs de conectividade como Brasília, Guarulhos e Congonhas. MS já conta com praticamente 50% da capacidade de transporte recuperada na programação de malha aérea para Congonhas, que tem reabertura marcada para setembro.

Foi ampliada a conectividade com Belo Horizonte e Campinas, fortes praças emissivas e importantes para trabalhar o turismo de negócios e lazer com crescimento sustentável. Corumbá retoma sua conexão com Campo Grande e temos programados voos diários para Belo Horizonte, hub importante da Azul para nos conectar com nosso país. A rota com Curitiba é reconquistada e nos liga com a região Sul.

Em parceria com GOL, passando por Guarulhos e Congonhas, serão mais voos para atender a crescente economia de uma das mais importantes regiões do estado. Dourados ganha o dobro de capacidade de transporte de passageiros com a Cia Aérea Passaredo, que em 2019 obteve 7.468 assentos disponíveis nesse período e em 2020 passa a operar com uma capacidade de 14.271 entre os meses de julho e dezembro. A Gol inicia a rota ampliando em mais 8.418 assentos disponíveis, mais uma conquista de 2020 para movimentar a economia do destino e do estado, que totaliza um aumento de capacidade de 38% em relação ao ano anterior.

Corumbá retoma sua conectividade com Bonito e Viracopos pela Azul, companhia aérea que cresceu 16% em 2020 se comparado ao mesmo período do ano de 2019. São 6.890 assentos para o período de outubro a dezembro em voo circular com Bonito, conectividade importante para a retomada das viagens de negócios e lazer. Com isso, em meio à pandemia Bonito passa a ter 90% de sua capacidade de assentos recuperada, em relação ao mesmo período do ano passado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...