Semana On

Quarta-Feira 02.dez.2020

Ano IX - Nº 421

Brasil

Pedidos de dados por governos aumentaram 24%, diz Facebook

Nos últimos cinco anos este tipo de solicitação aumentou 150%.

Postado em 07 de Novembro de 2014 - Redação Semana On

O Brasil aparece em 13º lugar no ranking dos países que mais solicitaram dados de usuários ao Facebook entre janeiro e junho de 2014. O Brasil aparece em 13º lugar no ranking dos países que mais solicitaram dados de usuários ao Facebook entre janeiro e junho de 2014.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Representantes do Facebook disseram no último dia 4 que solicitações por parte dos governos por informações de usuários aumentaram em cerca de 24% no primeiro semestre de 2014 em relação ao segundo semestre do ano passado.

Nos primeiros seis meses do ano, os governos de todo o mundo fizeram 34.946 pedidos por dados. Durante o mesmo período, a quantidade de conteúdo restrito devido às leis locais aumentaram em cerca de 19%.

"Estamos buscando agressivamente um apelo a um tribunal superior para invalidar esses mandados e para forçar o governo a devolver os dados que confiscou", disse a empresa em um post em seu blog.

O Google relatou em setembro um aumento de 15% no número de pedidos no primeiro semestre deste ano, na comparação com o semestre anterior, e um aumento de 150% nos últimos cinco anos, por governos de todo o mundo para revelar informações de usuários em investigações criminais.

No Brasil

O Brasil aparece em 13º lugar no ranking dos países que mais solicitaram dados de usuários ao Facebook entre janeiro e junho de 2014. Nossos vizinhos argentinos ficaram na terceira colocação, atrás apenas do Afeganistão e da Albania.

No ano passado, o Facebook recebeu mais de mil requerimentos governamentais por dados de usuários, por parte do governo brasileiro. Um terço dessas solicitações foi atendido pelo Facebook por conta de determinação judicial. Os dados liberados podem incluir endereço de IP (identificação do computador), nome e registro de atividades e costumam ser pedidos a fim de auxiliar investigações criminais, como em casos de fraudes eletrônicas ou de sequestros, segundo a empresa.


Voltar


Comente sobre essa publicação...