Semana On

Sexta-Feira 22.jan.2021

Ano IX - Nº 426

Mato Grosso do Sul

Polícias e Bombeiros recebem R$ 50 milhões em investimentos do Governo

Aparelhamento das polícia tem colocado em xeque o crime organizado e suas ramificações, afirma o governador

Postado em 04 de Agosto de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O aparelhamento das polícias em Mato Grosso do Sul tem colocado em xeque o crime organizado e suas ramificações, como os tráficos de drogas e de armas. Investimentos maciços do Governo do Estado em viaturas, armamentos e inteligência contribui para o aumento de apreensões e torna MS um dos estados mais seguros do Brasil.

No radar de investimentos de 2020, a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) tem mais de R$ 50 milhões direcionados para aquisição de 500 novas viaturas. Parte delas foi entregue no último dia 4 pelo governador Reinaldo Azambuja. “São 78 viaturas para Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros que vão atender 20 cidades”, destacou o gestor.

Os automóveis são comprados com recursos próprios do Governo do Estado e contrapartida de emendas parlamentares. A União e os fundos de Segurança Pública também destinam dinheiro para a aquisição de caminhonetes, motos e outros automóveis. “Juntando todos os esforços conseguimos trazer mais estruturas para o Estado”, completou.

Mato Grosso do Sul já sente o efeito dos investimentos. No primeiro semestre deste ano, as forças de segurança do Estado apreenderam 316,81 toneladas de drogas - maconha, cocaína, ecstasy e outros tipos de entorpecentes. O volume total registrado nos seis primeiros meses de 2020 é 77,63% maior se comparado com as apreensões feitas durante todo o ano de 2019. 

A média mensal de apreensões de janeiro a junho foi de 52,80 toneladas. A quantidade é considerada pelas autoridades como o melhor resultado dos últimos cinco anos: em 2019 foram apreendidas 30,79 toneladas/mês; em 2018 um total de 28,25 toneladas/mês; em 2017 31,74 toneladas mensais; e em 2016 24,64 toneladas por mês.

Para o governador, o recorde é fruto do trabalho integrado e aperfeiçoamento da inteligência das polícias. “Mato Grosso do Sul é considerado um dos estados mais seguros do País mesmo sendo de fronteira (com Bolívia e Paraguai) e enfrentando questões do tráfico internacional de drogas e de armas”, pontuou Reinaldo Azambuja. 

Trabalhando em conjunto com as Forças Armadas e os ministérios Defesa (MD) e da Justiça e Segurança Pública (MJSP), o Estado “avança em operações que dão resultado à sociedade sul-mato-grossense”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

Uma dessas operações, realizada no dia 2 de agosto, resultou na interceptação de duas aeronaves no espaço aéreo de Mato Grosso do Sul. Os aviões fizeram pousos forçados nas cidades de Ivinhema e Rondonópolis (MT). Uma tonelada de cocaína foi apreendida.

Investimentos

Os investimentos para a Polícia Militar foram de R$ 9.652 milhões, sendo R$ 7.973.500,00 de recursos próprios - por meio do Convênio de Trânsito referente ao recolhimento de multas - e mais R$ 1.678.800,00 de convênios firmados com: Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) - R$ 1.399 milhão; e com o Conselho Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas (CEAD), investimento de R$ 279.800 mil.

Os municípios de Amambai, Aquidauana, Bataguassu, Bela Vista, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Maracaju, Nova Andradina e Sidrolândia foram contemplados com reforço de uma viatura. Já Bonito, Chapadão do Sul, Costa Rica, Jardim, Naviraí, Paranaíba e Ponta Porã passam a contar com duas viaturas em cada município. Dourados recebe oito veículos e Três Lagoas mais cinco L-200. A Capital passa a contar com mais 10 novas viaturas.

Para o comandante-geral da PM, coronel Marcos Paulo Gimenez, as novas viaturas são de extrema importância para corporação, uma vez que contribuem diretamente com o fortalecimento do policiamento ostensivo e preventivo, garantindo a preservação da ordem pública e aumentando a sensação de segurança dos sul-mato-grossenses.

Conforme Secretaria de Justiça e Segurança Pública, as 73 viaturas foram distribuídas das seguintes formas: 10 para o Batalhão da Polícias Militar Rodoviária Estadual (BPMRv); 10 para o Batalhão da Polícia Militar Ambiental (PMA); 10 para o Batalhão de Trânsito (BPMTRAN); quatro para o Departamento de Operações de Fronteira (DOF) - que contou com emenda legislativa do deputado estadual Zé Teixeira - e mais duas para o Conselho Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas (CEAD) com recursos da Secretaria Nacional de Políticas dobre Drogas (Senad).

Novas Aquisições

A Sejusp também comprou 20 motocicletas BMW GS 850 Premium para atender a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar, o valor de cada unidade foi de R$ 59.800,00 mil, totalizando R$ 1.196 milhão, com recursos do Fundo Estadual de Segurança Pública. O prazo de contrato é de 180 dias. Com a mesma fonte de recurso também foram adquiridas 113 viaturas para atender as forças que integram a segurança pública e o novo Centro de Atenção Biopsicossocial. O investimento, com aporte de recursos federais e do Fundo Estadual de Segurança Pública, chega a R$ 19,8 milhões.

Foram celebrados três contratos com duas montadoras. O maior investimento foi com a General Motors do Brasil Ltda, com aporte de R$ 19.257 milhões para aquisição de 102 viaturas, modelos Trailblazer, adquiridos com recursos do Fundo Estadual de Segurança Pública. As viaturas serão repassadas para as policiais Militar e Civil. O prazo de vigência do contrato vai até 14 de junho de 2021. A novidade é que essas viaturas virão com proteção balística como as da Polícia Rodoviária Federal.

Outros dois contratos foram celebrados com a Nissan. Com apoio de recursos federais, o primeiro contrato prevê a compra de um veículo de tração mecânica sedan, no valor de R$ 49,7 mil, que vai atender à Superintendência de Inteligência de Segurança Pública (Sisp) da Sejusp. A vigência do contrato será de 12 meses. Com recursos do Fundo Estadual de Segurança Pública, foi assinado também a compra de mais 10 veículos de modelo sedan compacto. O investimento chega a R$ 497 mil e prazo de entrega será de 12 meses. As viaturas deverão atender as polícias Civil e Militar, além do recém-criado Centro de Atenção Biopsicossocial.

A Sejusp ainda comprou mais cinco Unidades de Resgate (UR’s) para atender o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul. Com investimento de R$ 1.334.754,95, as novas viaturas deverão atender as seguintes cidades do Estado: Dourados, Corumbá, Ponta Porã, Três Lagoas e Nova Andradina. Os recursos são oriundos do convênio do Fundo Estadual de Saúde, firmado entre as secretarias de Estado de Saúde e de Justiça e Segurança Pública, por meio do Corpo de Bombeiros Militar.

Em janeiro deste ano, 43 viaturas L.200 e mais três micro-ônibus foram entregues à Polícia Militar. Nove municípios e um distrito foram contemplados sendo: Campo Grande, Sidrolândia, Sete Quedas, Dourados, Fátima do Sul, Paraíso das Águas, São Gabriel do Oeste, Sonora, Bela Vista e o Distrito Arapuá, que fica localizado em Três Lagoas. Nesta ocasião, foram investidos cerca de R$ 9 milhões na compra dos novos veículos, adquiridos com recursos de emenda parlamentar e da União. Todos os investimentos somam R$ 42,8 milhões.

Corpo de Bombeiros Militar

Ainda foram entregues nesta semana mais cinco Unidades de Resgate (UR’s) para o Corpo de Bombeiros Militar. Ao todo foram investidos R$ 1.334.754,95 aplicados na aquisição das viaturas com recursos adquiridos por meio de convênio federal com a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). Todas as unidades serão para reforçar a Capital.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Joilson Alves do Amaral, disse que a entrega de cinco viaturas tipo resgates devem auxiliar toda a corporação. “São viaturas que têm o maior emprego nas ocorrências do Bombeiros, cerca de 60% das ocorrências, e utilizamos esse tipo de viatura para fazer o atendimento às vítimas e levar para os hospitais. As viaturas de resgates vêm fortalecer toda a estrutura do Corpo de Bombeiros e de resposta à Capital”, finaliza.


Voltar


Comente sobre essa publicação...