Semana On

Terça-Feira 11.ago.2020

Ano IX - Nº 405

Mato Grosso do Sul

Datafolha: 98% dos alunos da Rede Estadual têm acesso às atividades remotas na pandemia

Índice de MS é melhor que as médias nacional, de 79%, e do Centro-oeste, de 85%

Postado em 30 de Julho de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Pesquisa Datafolha divulgada no último dia 29 mostrou que 98% dos alunos da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (REE) tiveram acesso aos materiais de estudo disponibilizados durante as aulas remotas - realizadas desde março por causa da pandemia de coronavírus. Em abril, esse índice era de 93%, conforme dados da Secretaria de Estado de Educação (SED).

O resultado obtido pelo Mato Grosso do Sul é um dos melhores do Brasil e está à frente das médias registradas na região Centro-Oeste (85%) e do restante do País (79%).

No Estado, 90% dos estudantes estão fazendo as atividades. O destaque fica com os anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano), com 93% de realização. Se observados os casos onde o professor está em contato frequente com os alunos, a resposta às atividades fica ainda maior: 95%.

Para a secretária de Estado de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta, a pesquisa referenda o trabalho realizado em MS desde a mudança do ensino presencial para o não presencial.

“Iniciamos as atividades com a oferta de ferramentas e nesses quatro meses ampliamos as possibilidades: fechamos parcerias importantes, levamos as aulas para a TV Aberta e passamos a manter contato com os familiares semanalmente, com as nossas lives. É o reconhecimento de um trabalho muito intenso”, destacou.

A pesquisa ainda mostrou que o contato dos professores com os alunos na REE é de 73% - dado maior que a média nacional (62%). Novamente o destaque fica com os anos iniciais do Ensino Fundamental, com 80% de contato entre responsáveis e professores. 

“Os dados mostram nossos acertos e também norteiam as próximas ações que devemos tomar daqui para frente, sempre com o diálogo aberto com as redes municipais, tendo em vista o regime de colaboração”, concluiu a secretária.

Encomendada pela Fundação Lemann, Itaú Social e Imaginable Future, a pesquisa tem abrangência nacional e ouviu 1.018 responsáveis por estudantes da rede pública entre os dias 11 e 20 de junho. As entrevistas com os responsáveis resultaram em uma amostra de 1.518 estudantes.  Confira a íntegra aqui.


Voltar


Comente sobre essa publicação...