Semana On

Terça-Feira 11.ago.2020

Ano IX - Nº 405

Campo Grande

Campo Grande amplia toque de recolher e reduz lotação de academias e bares

Após decisões equivocadas, Marquinhos Trad teve que voltar atrás de afrouxamento no controle sobre a covid-19

Postado em 08 de Julho de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) anunciou nova mudança no toque de recolher na capital. Agora, ele começa às 20h e se estende até às 5h do dia seguinte. A regra vale desde o último dia 8.

Segundo Trad, o novo decreto deverá valer entre os dias 8 e 19 de julho. O prefeito de Campo Grande também anunciou a diminuição da capacidade de público de 60% para 40% nas academias, restaurantes, bares e comércio em geral, além da suspensão de música ao vivo no período de 11 dias.

Trad também afirmou que 72% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão ocupados na capital, entre públicos e privados e disse que a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) convocou 20 novos médicos para reforçar o atendimento.

As novas medidas são adotadas após a capital voltar a liderar os casos de Covid-19 no estado no último dia 8, ultrapassando Dourados, antes epicentro da doença em Mato Grosso do Sul.

Shoppings

Os shoppings em Campo Grande estão com novo horário de funcionamento por conta do novo decreto da Prefeitura. O Shopping Campo Grande está funcionando agora das 11h às 19h.

Conforme a direção do Shopping Bosque dos Ipês, o novo horário de atendimento, também será das 11h às 19h e a princípio, a praça de alimentação cumprirá o mesmo horário.

O Shopping Norte Sul ficou de encaminhar o horário definido de funcionamento no período do novo decreto. Os serviços de delivery funcionam normalmente, inclusive após às 20h.

Ônibus

Apesar da mudança no toque de recolher da Campo Grande, a programação do transporte coletivo da cidade seguirá a mesma. É o que afirma o diretor-presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende.

O diretor-presidente do Consórcio afirmou que, por enquanto, os ônibus continuarão atendendo os trabalhadores que saem tarde do serviço e precisam retornar para suas casas. De acordo com João Rezende, como o novo horário entrou em vigor nesta quarta, as linhas de ônibus passarão por uma fase de monitoramento.

Ainda segundo ele, os primeiros dias da mudança precisam ser bem observados para que as futuras decisões não levem a um desperdício na oferta de linhas, mas também para que não haja uma retirada de ônibus a ponto de prejudicar os usuários.

A publicação da Prefeitura, que trata da nova regulamentação do toque de recolher, esclarece que o novo horário é para confinamento domiciliar, mas não se aplica a mercados, postos de combustíveis, farmácias e serviços de saúde, serviços de delivery, de coleta de resíduos e ações destinadas ao enfrentamento da Covid-19.

Conforme a Consultoria do Consórcio Guaicurus, os ônibus que fazem o trajeto centro-bairro, e vice-versa, funcionarão até às 21h30. Ainda segundo informações, as linhas 050A e 129, que fazem o último horário dos shoppings Campo Grande e Norte Sul Plaza, respectivamente, saem às 22h15. Sempre seguindo para a Praça Ary Coelho.

Já a linha 232, faz a última volta no Shopping Bosque dos Ipês às 22h10. Ela também segue até a Praça Ary Coelho, aonde a frota responsável pela Operação Especial Covid passa às 22h30. A Consultoria esclareceu que a Operação Especial Covid também é conhecida como “linha da saúde”. Ela foi criada no início das discussões sobre o toque de recolher e, na época, era destinada apenas para estes profissionais. As linhas da Operação distribuem os passageiros diretamente para seus bairros, já que o horário não é compatível com o funcionamento dos terminais.


Voltar


Comente sobre essa publicação...