Semana On

Sexta-Feira 07.ago.2020

Ano IX - Nº 405

Viver bem

Como usar usar toda a comida da sua geladeira para evitar o desperdício

Veja maneiras inteligentes de usar itens aleatórios como legumes, verduras, frutas e sobras de comida da geladeira e da despensa antes que estraguem

Postado em 07 de Julho de 2020 - Redação HuffPost UK

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Se você com frequência anda jogando fora frutas estragadas, pães amanhecidos e alfaces murchas, saiba que não está sozinho.

Mas, com um pouco de criatividade e boa vontade, você pode usar tudo o que comprou no supermercado. Perguntamos aos especialistas quais as melhores dicas e truques para reduzir a zero seu desperdício de comida.

Em vez de uma receita específica, escolha um tema

Na hora de usar aqueles ingredientes esquecidos, a especialista em culinária doméstica Clare Langan recomenda planejar as refeições sem muita rigidez. Escolha temas, não receitas específicas.

“Uma ou duas vezes por semana, faça um planejamento genérico do que você quer comeR nos próximos dias, com base no que tem em casa”, diz Langan ao HuffPost. “Não é realista achar que você vai sempre ter tudo o que é necessário para fazer uma receita específica. Recomendo uma abordagem menos restritiva: segunda sem carne, taco na terça, macarrão no domingo. Se você passar a pensar assim, fica mais fácil decidir o que fazer – e você vai desperdiçar menos comida. Além disso, essas noites temáticas podem fazer o jantar parecer um pouco mais especial.”

Adam Stevenon, chef executivo do Copperleaf Restaurant at Seattle’s Cedar Brook Lounge, também é fã da ideia de tacos, porque esse é o tipo de refeição que pode incorporar vários itens esquecidos na geladeira. “Quando comemos tacos, sempre usamos vários legumes diferentes para recheá-los, e sempre crus, para maximizar a ingestão de nutrientes e garantir uma crocância”, afirma ele. “O kale (uma espécie de couve) funciona bem, assim como repolho, cenoura e rabanete. Misturados com um pouco de vinagre de cidra de maçã, azeite e limão, eles ficam perfeitos no taco.”

Incorpore as sobras em seu planejamento

Quando está em casa, Stevenson adora comer as sobras. “É a chance de fazer um prato gostoso. Um frango assado, por exemplo, pode ser a base das carnes do taco do dia seguinte. A carcaça vira um caldo delicioso. Também penso em pho (um tipo de sopa popular no Vietnã). Fica ótimo com o resto de um pernil assado. O caldo também vai muito bem com sopas ou pastas.

Langan também adora cozinhar com sobras de caldos de outras refeições, especialmente para cozinhar grãos como arroz ou quinoa. “Outra ideia é aproveitar esse líquido para dar um sabor a mais em feijão enlatado”, afirma ela.

Langan diz que pizza, sopa de legumes, bowls de grãos, tacos, frittatas e sanduíches são excelentes ideias para reaproveitar sobras. Considere os páginas em branco que possam ser preenchidas com o que você tiver à mão.

Domine a “frittata com o que tem na geladeira”

Langan sugere esvaziar a geladeira antes de ir ao supermercado. “Uma vez por semana, antes de sair para fazer compras, faça a “frittata com o que tem”. Junte todos os legumes que sobraram – aquela metade de cebola, um espinafre mais pra lá do que pra cá, aquele último pacote de ervilhas congeladas – numa frigideira que possa ir ao forno. Acrescente de seis a oito ovos batidos (e, se tiver, complete com ervas e queijos). Asse a 180 grau por 30 a 40 minutos, até firmar bem. É uma ótima ideia para um brunch, mas esse prato vai bem a qualquer hora do dia!”

Não jogue fora os talos

Stevenson gosta de aproveitar tudo dos alimentos. “Uma maneira de maximizar o uso é fazer os legumes inteiros”, afirma ele. “Adoro o talo do brócolis salteados com alface romana. Também fica ótimo em picles ou assado no forno. Você não tem por que jogá-los fora – ali tem muito sabor e nutrientes.”

Guarde o pão amanhecido

Resista à vontade natural de jogar fora o pão velho. Langan tem uma dica ótima. “Um clássico é a panzanella, também conhecida como salada de pão. Pique em pedaços pequenos e torre ligeiramente no forno. Acrescente o que mais for bem numa salada – verduras, queijo, ervas, feijão ou proteínas já preparadas. Tomate, manjericão e muçarela são clássicos, mas pode usar o que quiser. Gosto de fazer uma versão com endro, pepino, queijo feta e cebola roxa, para uma vibe grega.”

Ela também sugere tostar o pão com azeite e alho e usá-lo como croutons para complementar pastas, sopas e saladas.

Seja criativo com as frutas

Se você já comprou bananas, sabe que a vida útil da maioria das frutas não é muito longa. Muitas receitas clássicas envolvendo frutas na realidade foram criadas para evitar o desperdício. “Crumble é uma ótima maneira de usar frutas silvestres, maçãs, peras. Você também pode cozinhar aquelas que estão no limite com um pouco de açúcar, mel ou maple syrup para fazer uma espécie de compota, que vai muito bem em cima do sorvete, da aveia ou do iogurte.”

Se você congela as frutas para depois usar em vitaminas ou outras receitas, Langan sugere cortá-las em pedaços de cerca de cinco centímetros, dispô-las em uma assadeira forrada com papel manteiga e levar ao congelador até que estejam congeladas. Depois você pode transferi-las para embalagens plásticas. “Assim você terá pedaços separados, não uma grande maçaroca empedrada.” Ela também recomenda descascar a bananas antes dos congelamento.

Também não descuide dos abacates e avocados, diz Stevenson. “Eles amadurecem muito rápido, especialmente em dias de calor. Use em saladas. Se estiverem muito moles, faça uma maionese ou um molho de salada.”

Evitar o desperdício significa economia de dinheiro, e o resultado será delicioso.

Este texto foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.


Voltar


Comente sobre essa publicação...