Semana On

Quarta-Feira 08.jul.2020

Ano VIII - Nº 400

Campo Grande

Mais confusão: Marquinhos Trad volta atrás e altera horário do toque de recolher

Novo decreto estabelece período das 23h às 5h

Postado em 30 de Junho de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande continua tomando medidas confusas diante da pandemia do coronavírus. No último dia 29, o prefeito Marquinhos Trad alterou mais um decreto. Desta vez, ele ampliou das 22h para as 23h o início do toque de recolher em Campo Grande, que vai até as 5h. No último dia 28 ele havia alterado, pela terceira vez, a norma que regulamentou o uso de máscaras no município, provocando mais confusão do que apresentando solução no combate à disseminação da covid-19.

A alteração do horário do toque de recolher foi anunciada em live pelas redes sociais. O prefeito Marquinhos Trad, já sabendo que receberia críticas em virtude da erraticidade de suas ações no enfrentamento à crise sanitária, disse que não “recuou” em sua decisão anterior, mas sim que adotou o comportamento de ser “humilde o suficiente para equilibrar a economia com a pandemia”.

Ele acrescentou ainda que a alteração decorre de “apelo da Associação Comercial, da Abrasel, da CDL, dos motoristas de táxis, dos motoristas de aplicativos, sindicato dos garçons, dos entregadores e dos músicos”. O novo decreto, que alterou o que foi publicado ainda ontem, deve estar nesta sexta-feira em edição extra do Diário Oficial do Município.

Mais tempo em casa

Com o novo decreto, houve ampliação de mais uma hora no toque de recolher, já que até ontem o horário era de meia-noite às 5h e agora passou a ser das 23h às 5h. O prefeito justificou a medida alegando que houve abuso por parte de algumas pessoas que, segundo ele, não estavam respeitando a medida para conter a disseminação do novo coronavírus. “Tudo isso poderia ter sido evitado. Bastava cumprir o regramento, não precisava de uma medida dessa”, afirmou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...