Semana On

Terça-Feira 20.out.2020

Ano IX - Nº 415

Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul tem 65 mortes por coronavírus e 6.913 confirmados

Taxa de isolamento estaciona em 36% e estatísticas já mostram consequências do descaso com a vida

Postado em 26 de Junho de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com mais 390 exames positivos para o novo coronavírus (Covid-19) nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 6.913. Foram registrados quatro óbitos, passando para 65 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul. As informações foram apresentadas nesta sexta-feira (26) em coletiva de imprensa on-line com autoridades estaduais.

Dos 6.913 casos confirmados, 3.216 estão em isolamento domiciliar, 3.468 estão sem sintomas e já estão recuperados e 166 estão internados, sendo 105 em hospitais públicos e 61 em hospitais privados. Dois pacientes internados são procedentes de fora do Estado.

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 39.409 notificações de casos suspeitos da coronavírus em Mato Grosso do Sul. Destes, 28.783 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19, 21 foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde, 1.987 exames aguardam resultado do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e 1.726 casos foram notificados e não foram encerrados pelos municípios.

Os dados publicados desde 19 de maio têm como fonte de dados o sistema de informações oficiais Sivep Gripe e E-SUS VE, alimentado pelos municípios. Eles estão sujeitos a alterações.

Os casos suspeitos em investigação tiveram as amostras encaminhadas para o Lacen, onde será feito o exame para nove tipos de vírus respiratórios, incluindo influenza e coronavírus. O laboratório realiza os exames para Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os resultados ficam prontos entre 24 a 72 horas, após o recebimento das amostras.

Mortes

A 62ª vítima era um homem de 64 anos, morador de Dourados. Sofria de diabetes. Estava internado no Hospital Universitário de Dourados desde 13 de junho. Foi notificado no mesmo dia. Faleceu no final da manhã desta quinta-feira, 25 de junho.

A 63ª vítima era um homem de 75 anos, residente de Dourados. Era portador de diabetes, fibrose pulmonar e hipertenso. Início dos sintomas em 15 de junho. Deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento Antonio Afranio Martins (UPA) em Dourados em 23 de junho. Com a evolução dos sintomas o paciente foi transferido na área Covid. Manteve em Máscara de Venturi Faleceu em 23 de junho e o exame positivo para COVID-19 saiu em 25 de junho.

A 64ª vítima era um homem de 75 anos, residente de Dourados. O paciente tinha histórico de doença pulmonar obstrutiva crônica. Estava internado desde o dia 02 de junho no Hospital Evangélico de Dourados por outras causas. Iniciou os sintomas respiratórios em 13 de junho. Em 15 de junho foi enquadrado como Síndrome Respiratória Aguda Grave e transferido para a UTI.  O diagnóstico positivo para COVID-19 saiu em 17 de junho. O paciente faleceu em 25 de junho.   

A 65ª vítima era um homem de 69 anos, residente de Amambai. Ele tinha histórico de doença cardiovascular crônica e diabetes. O paciente estava internado desde 05 de junho no Hospital da Vida de Dourados e teve alta no dia 25 de junho. Ele retornou para Amambai e faleceu em sua residência nesta sexta-feira, 26 de junho. Diagnóstico positivo para coronavírus em 16 de junho.

Sendo assim, em Mato Grosso do Sul registra 8 óbitos em Campo Grande, 5 em Três Lagoas, 2 em Batayporã, 2 em Paranaíba, 2 em Vicentina, sendo que um faleceu no Estado de São Paulo, 19 em Dourados, sendo 1 douradense que morreu em Tocantins, 2 óbitos de Brasilândia, 3 em Itaporã, 1 em Iguatemi, 2 em Rio Brilhante, 1 em Sidrolândia, 2 em Ponta Porã, 6 em Corumbá, 1 em Douradina, 1 em Deodápolis, 1 em Anastácio, 1 em Itaquirai, 2 em Guia Lopes da Laguna, 1 em Glória de Dourados, 01 em Naviraí, 01 em Fátima do Sul e 01 em Amambai. 

Taxa de isolamento

A adesão ao isolamento social em Mato Grosso do Sul continua apresentando índices abaixo do ideal para controlar a curva de contágio do novo coronavírus, e na quinta-feira (25) a taxa mapeada no Estado se manteve em 36,9%.

O índice vem se repetindo desde o início deste mês, ao mesmo tempo que os óbitos e casos confirmados de Covid-19 aumentaram expressivamente. “Só no mês de junho nós já superamos todos os meses anteriores. Se nós não tivermos uma taxa de isolamento social minimamente boa, nós vamos ter esse crescimento ainda em expansão. E para cada número expressivo de crescimento vai fazer com que uma parcela de contaminados precise de leitos, seja clínico ou de UTI. E nós apesar de trabalharmos intensamente para a construção de leitos pode não ser suficiente”, pontuou o secretário de saúde, Geraldo Resende pedindo que a população se esforce para passar dos 60%.

Campo Grande se mantém em 25° lugar no ranking das capitais com taxa de 36%. A média tem sido praticamente a mesma nas últimas quatro semanas (gráfico). As regiões com maior movimentação para o dia foram: Jardim Anache (16,1%), José Abrão (19,4%), Vila Nasser (20,8%), Centro (22,6%) e Nova Campo Grande (23,5%). 

Nos demais municípios do Estado as taxas vão de 25,5% registrado em Rio Verde de Mato Grosso, a 57,4% em Douradina. Confira aqui a lista completa de cidades mapeadas pela In Loco nesta quinta.


Voltar


Comente sobre essa publicação...