Semana On

Quarta-Feira 12.ago.2020

Ano IX - Nº 405

Campo Grande

Agendamento para castração de felinos permanece suspenso na capital

Projeto procura parceiros para fazer Banco de Ração para doação

Postado em 23 de Junho de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O agendamento para castração de felinos no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) continua suspenso em razão do decreto nº 14195, publicado no dia 18 de março, que declara situação de emergência no município de Campo Grande e define medidas de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). 

Aqueles procedimentos que já estavam agendados antes do decreto começaram a retornar aos poucos, tendo uma média de 15 cirurgias por dia, mas a agenda para novas marcações permanece fechada. 

O sistema para agendamento online do procedimento é aberto à população todo dia 20 de cada mês, porém desde março está suspenso e só deverá retornar quando a situação de emergência já tiver sido suspensa.  

Para a coordenadora do CCZ, Juliana Resende, a medida é necessária considerando que o órgão recebe um fluxo grande de pessoas, o que provoca aglomerações e contatos com pessoas que podem estar infectadas pelo vírus. 

Tira dúvidas 

O órgão criou um canal para tirar dúvidas sobre mitos e verdades na relação dos animais com o Covid-19.  Através do telefone: (67) 2020-1794, a população poderá receber orientações de um médico veterinário sobre os cuidados necessários com a saúde do animal em tempos de pandemia. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, de 07h às 11h e de 13h às 17h. 

Aos fins de semana e feriados a população poderá entrar em contato com o órgão através do número: (67) 2020-1792. 

Doação de ração

O projeto “Banco de Ração e Utensílios para Animais” busca coletar e repassar alimento e utensílios animais a ONGS, abrigos e protetores de animais.

O objetivo é repassar aos cuidadores de animais, alimentos e utensílios, como móveis, roupas, coleiras, guias, casinhas, bolsa de transporte e brinquedos, todos provenientes de doações.

“São beneficiários do Programa: protetores independentes e cadastrados; ONGS (Organizações Não Governamentais) ligadas à causa animal, devidamente constituídas e cadastradas; animais abandonados; e, famílias cadastradas que comprovem baixa renda, nenhuma renda ou condição de vulnerabilidade social, alimentar e nutricional, assistidas ou não por entidades assistenciais, e que possuam animais”, descreve o texto, preferencialmente já cadastrados no Conselho Municipal do Bem-Estar Animal- COMBEA.

O projeto está em busca de parceiros na arrecadação, que é feita por meio de doações de estabelecimentos comerciais, fabricantes ligados à produção desses produtos, apreensões realizadas por órgãos públicos e por pessoas físicas ou jurídicas. Fica proibida a comercialização dos gêneros alimentícios e dos utensílios coletados e doados pelo Programa “Banco de Ração e Utensílios para Animais”.

Para doar, bastar levar a ração ao Paço Municipal na avenida Afonso Pena, 3297, das 8h30 às 13h30 ou entrar em contato pelo email: financeirosubea@segov.campogrande.ms.gov.br


Voltar


Comente sobre essa publicação...