Semana On

Terça-Feira 22.set.2020

Ano IX - Nº 411

Coluna

Cinco chapas disputam Reitoria da UFMS

As notícias que fizeram a semana política em MS, com Marco Eusébio

Postado em 17 de Junho de 2020 - Marco Eusébio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Cinco chapas vão disputar a Reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) para a gestão 2020-2024, cuja lista tríplice será escolhida pela comunidade acadêmica no dia 17 de julho, havendo apenas um mês de campanha. Integrantes do grupo de esquerda pretendiam entrar na disputa com a professora Vera Penzo, mas decidiram não lançar candidatura, pois avaliam que não teriam chance de nomeação na atual gestão do Ministério da Educação (MEC), além de haver risco de intervenção. Por isso, optaram em se aliar em nomes de centro, conforme fontes informaram a coluna.

O presidente Jair Bolsonaro chegou a editar uma medida provisória na semana passada para que o ex-ministro Abraham Weintraub pudesse escolher um reitor biônico em época de pandemia, mas acabou revogando a MP após o texto ser desenvolvido pelo presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (leia aqui).

Confira as chapas:

1) Elizabeth Bilange com Lucilene Machado vice;

2) Marcelo Turine, atual reitor, e Camila Itavo, atual vice-reitora;

3) Lincoln Oliveira com José Menoni vice;

4) Augustin Malzak com Marta Nunes vice;

5) Lídia Maria Ribas com Gunter Hans Filho vice.

Estão aptos a votar 1.374 professores, 1.808 técnico-administrativos e cerca de 25 mil estudantes de graduação e pós-graduação. Devido à pandemia, as eleições neste ano serão por meio de uma plataforma online administrada pela Agência de Tecnologia da Informação e Comunicação (Agetic).

Curado, senador Nelsinho doa plasma para tratar pacientes com Covid-19 em MS

Curado da Covid-19, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) esteve hoje à tarde na sede do Hemosul em Campo Grande onde doou 600 ml de plasma para a pesquisa que vai usar essa parte líquida do sangue de recuperados da doença, que adquiriram anticorpos, para tratar de doentes graves em Mato Grosso do Sul. O senador testou positivo ao voltar dos EUA com a comitiva do presidente Jair Bolsonaro em março e chegou a ficar internado em Brasília. A pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto em parceria com a Secretaria de Saúde de MS iniciou nesta semana a coleta de plasma que teve como primeiro doador o cantor Mariano, da dupla Munhoz & Mariano, também recuperado da Covid. O plasma de 120 voluntários será aplicado em 80 pacientes internados no Hospital Regional de Campo Grande e no Hospital Universitário da UFMS. "Soube da coleta e entrei em contato para fazer a doação. É um ato de solidariedade, como um doador de órgão. Imagina se a partir do meu sangue, eu salvo a vida de um paciente com Covid? É maravilhoso! Eu sei o que é a gravidade dessa doença e faço questão de colaborar", disse Nelsinho via assessoria.

Eleições municipais serão adiadas para novembro, diz Nelsinho Trad em vídeo

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) informou em vídeo no Twitter que, após reunião dos presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP) e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e líderes dos partidos no Congresso, foi decidido que as eleições de prefeitos e vereadores deste ano deverão ser adiadas de outubro para novembro. "As datas escolhidas foram 15 de novembro, o primeiro turno, e 29 de novembro o segundo turno. Para que tudo isso possa ser legalmente constituído, haverá necessidade de uma aprovação por parte do Congresso Nacional de uma proposta de emenda constitucional, que nós devemos votar logo, logo". Veja o vídeo.
 

Sobrinho de Lula será candidato em Campo Grande neste ano

Um sobrinho de Lula vai disputar uma vaga de vereador em Campo Grande neste ano. Alberto Inácio da Silva, de 27 anos, é um dos 44 nomes da chapa do PT para a Câmara definida no fim de semana. Bacharel em Direito, ele trabalha com um juiz federal aposentado e disse que escolheu entrar na política para lutar pelos direitos sociais, melhorias na saúde, na segurança e por mais valorização da cultura. É a segunda vez que será candidato à Câmara. "Na primeira, em 2016, ele não fez campanha e obteve 133 votos" disse seu irmão Adauto ao Blog. Ambos são filhos de Damião Inácio da Silva, de 83 anos, irmão de Lula por parte de pai, que saiu do Nordeste para trabalhar em uma fazenda no Paraguai e acabou morando em Ponta Porã, onde Alberto nasceu. Há 15 anos, mora com a mãe e os irmãos em Campo Grande.

PT lança 44 nomes para vereador na Capital, metade mulheres

Além de confirmar o nome do deputado estadual Pedro Kemp para prefeito nas eleições deste ano em Campo Grande, o Encontro Municipal do PT realizado no fim de semana passado, pela primeira vez por videoconferência em prevenção à Covid-19, definiu 44 filiados, metade mulheres, para disputar cadeiras de vereador na Capital.

Dentre os nomes, além de alguns já conhecidos como o vereador Ayrton de Araújo, que tentará a reeleição, a ex-vereadora e advogada Luiza Ribeiro (ex-PPS), e o advogado e ex-BBB Ilmar Renato (o Mamão), há integrantes da juventude petista, de sindicatos e outros filiados.

'OAB está cometendo um grande absurdo' diz Bernal, em áudio, sobre ação judicial

Diante da decisão da Justiça Federal de Campo Grande que deu prazo de 48h para que ele devolva à OAB-MS o processo ético-disciplinar que suspendeu sua carteira de advogado, o ex-prefeito Alcides Bernal nos enviou o áudio abaixo.

"Não fui notificado seja por escrito, por telefone, ou mesmo através de um e-mail. E olhe que a OAB conta com todos esses dados lá, pois sou inscrito na OAB há mais de 25 anos", declarou.

Bernal afirmou ainda que essa "é mais uma situação criada" contra ele. Disse que "a OAB, lamentavelmente, se deixou instrumentalizar pra atender interesses de grupos políticos e econômicos" e declarou: "A OAB tem que defender a democracia, tem que defender as prerrogativas do advogado, tem que defender a legislação vigente, inclusive a doutrina. Neste caso específico, eu posso lhe dizer que a OAB está cometendo um grande absurdo com o advogado Alcides Bernal". Em seguida, afirmou que vai recorrer à Justiça. Ouça a íntegra abaixo.


Voltar


Comente sobre essa publicação...